Chances na Copa do Mundo!

0
6
Autor: Ricardo Jordão
Em ano de Copa do Mundo o país que sedia o evento é sempre favorecido economicamente, e o Brasil não será exceção. Não há dúvida de que este será um ano especial para o varejo online. Em comparação com 2013, a Associação de E-Commerce do Brasil (ABComm ) ainda espera um crescimento de 27% para o segmento de negócio de e -commerce , o que equivale a R$ 39,5 bilhões. Entre os produtos mais vendidos destacam-se artigos esportivos (80%), eletrônicos (20%) e produtos relacionados ao Brasil, como camisetas e lembranças (20%). Mas como um evento desse porte traz muitos benefícios financeiros e econômicos, outros tipos de lojas podem e devem usar a Copa do Mundo para acelerar o ritmo de vendas também.
Um dos pontos-chave para este crescimento excepcional antes e durante a Copa do Mundo é o desenvolvimento da infraestrutura e conexão 4G, que permite que as pessoas comprem e também recebam seus produtos mais rapidamente. Além disso, o Brasil deve receber 600 mil turistas e, de acordo com ABComm, eles devem gastar cerca de R$ 300 por dia durante a visita ao país. Isto incentiva ainda mais a venda online para lojas virtuais e shoppings online, e traz ainda mais razões para comemorar os resultados.
Por esse motivo os lojistas que não são especializados em artigos esportivos, eletrônicos ou produtos brasileiros não precisam se preocupar. Tem espaço para todos na internet. Eles devem investir na sua loja virtual e aproveitar o tempo restante para montar seu esquema tático e abrir o placar das vendas já em ritmo de vitória!
Ricardo Jordão é CMO da Rakuten.