China vem ao Brasil atrás de tecnologia

0
1

No último dia 3, uma delegação chinesa, composta por quatro empresários e um representante do governo, esteve em São Paulo, visitando a Paradigma Absolute E-business, desenvolvedora de soluções de comércio eletrônico para corporações e setor público. A empresa é uma das 12 empresas selecionadas pela missão chinesa que está no País analisando softwares, criados por empresas brasileiras para serem utilizados na China.
Gerson Schmit, Chairman da Paradigma, apresentou três dos vinte projetos de e-Gov para a delegação. Eles conheceram as soluções desenvolvidas para a Prefeitura de Jundiaí (Compra Aberta), para a CBLC – Companhia Brasileira de Liquidação, Custódia e Tesouro Nacional (Tesouro Direto) e para o Metrô de São Paulo (sistema de workfow gerenciador de processos e contratos).
A delegação conferiu os resultados da solução Tesouro Direto, implantada no prédio da Bovespa em 2002 e que já movimentou, segundo a Paradigma, US$ 166 milhões de dólares em 54 mil transações. Isto siginifica que mais de 20 mil pequenos investidores compraram títulos públicos do governo federal, via internet. Também verificaram a eficácia dos sistemas de segurança, compostos de diferentes camadas de proteção, e que jamais foram violados por hackers. Segundo a Paradigma, os resultados das compras eletrônicas comprovados por Jundiaí, confirmaram que mesmo após dois anos de implantação do projeto, continuam sendo registradas economias superiores a 20% e redução de 1/3 do tempo, comparados os processo eletrônicos e tradicionais. Essa performance despertou especial interesse na delegação chinesa.
A missão chinesa, organizada por uma parceria entre o TecOut Center e o Sino-Brazilian Software Center, ficará no País até 11 de junho.