Cidades-sede lucram com turistas

0
1
Em algumas das cidades-sede da Copa do Mundo já tiveram mais de 100% de crescimento nos gastos de turistas durante a primeira fase do torneiro, é o que aponta o relatório feito pela Visa. Chamado de “Onde você quiser estar”, o material analisa os gastos dos turistas com todos os produtos da empresa, incluindo crédito, débito e cartões de pagamento pré-pagos durante o Mundial. Natal (RN) chegou a um aumento de 851%, enquanto Cuiabá (MT) somou 963%, Curitiba (PR) 167% e Manaus (AM) 409%, se comparado ao mesmo período do ano passado.
“A fase de grupos da Copa do Mundo mostrou que o turismo internacional foi muito além das cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, e levou torcedores atrás de seus times, por todo o Brasil”, afirma Rubén Osta, diretor-geral da Visa do Brasil. “Estes dados mostram que o evento tem gerado um impacto positivo na economia dessas regiões do país que são menos visitadas por turistas internacionais”.
No período analisado, as transações de visitantes internacionais com os cartões atingiram 188 milhões de dólares, representando um aumento de 152% em relação a 2013. Em paralelo, o crescimento foi 141% maior, se comparado aos primeiros dias da Copa das Confederações, em que gastaram cerca de 78 milhões de dólares.
Visitantes dos Estados Unidos, seguidos pelos do Reino Unido, França e México foram os que mais utilizaram seus cartões no país. Os crescimentos mais significativos foram de turistas australianos, com um aumento de 835%; colombianos (765%); chilenos (519%) e mexicanos (396%).
“Como parceiro do turismo e do crescimento econômico, a Visa quer tornar a experiência de fazer parte da Copa do Mundo ainda mais fácil para todos, em qualquer lugar do mundo”, explica Osta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPaixão pelo que faz
Próximo artigoFutura revolução do varejo