Claro lança projeto de reciclagem

0
4



A Claro lança um projeto em que monitora todo o fluxo de reciclagem de aparelhos, baterias, chips e acessórios que não estão em uso – desde o recolhimento até a destinação final. Basta ir a uma das mais de 140 lojas próprias da operadora e depositar o material obsoleto de qualquer fabricante nas urnas coletoras. E tudo é feito de uma forma prática: não é necessário preencher formulários ou entrar em contato com os funcionários.


O processo de coleta é realizado pela GM&C, empresa responsável pela logística e destinação final do lixo eletrônico junto às recicladoras homologadas no Ibama e nos órgãos ambientais dos estados. Até o segundo semestre, todos os pontos-de-venda da Claro no país – incluindo os mais de 3.300 agentes autorizados da operadora – estarão equipados com a urna coletora.


“A iniciativa da Claro é um exemplo de consciência e atitude a favor da preservação ambiental: combate a contaminação da água e solo, trata de forma adequada os materiais tóxicos, reduz a quantidade de lixo e diminui a extração de metais pesados”, afirma Antonio Britto, diretor de assuntos corporativos da Claro.


Para comunicar a iniciativa à sua base de clientes, a Claro optou por meios não-impressos. Os assinantes da companhia receberão avisos por SMS. Também haverá divulgação no site da Claro e nas lojas. “Queremos incentivar cada um a fazer a sua parte”, diz Britto.