Classe D é maioria no ViajaNet

0
9



Após nove meses de atuação no mercado de turismo on-line brasileiro, a agência ViajaNet apresenta estudo, realizado a partir das informações dos clientes dos primeiros seis meses de operação, que mostra uma grande mudança nos hábitos dos consumidores de passagens e pacotes turísticos no Brasil. O estudo, feito em parceria com a empresa Clear Sale, levantou que 35% dos clientes da agência pertencem à classe D, ou seja, têm renda mensal de dois à cinco salários mínimos. O ticket médio desta classe é superior ao da Internet brasileira.

 

A classe C ficou atrás da classe D entre os clientes da agência de viagens on-line, representando 28%. As classes A e B, juntas, representam também 28% da base do ViajaNet e a classe E ficou com 9% de representatividade.

 

Outro dado é que os clientes pertencentes à classe D não têm o hábito de programar a viagem. Cerca de 70% compraram as passagens e pacotes para viajar em até um mês e, pelo menos, 60% deles parcelaram suas compras no cartão de crédito, usando as opções das próprias companhias aéreas. Alex Todres, sócio fundador do ViajaNet acredita que um grande percentual deste público viajou pela primeira vez de avião, já que são pessoas acostumadas a viajar de ônibus. “O aumento do poder aquisitivo, do acesso ao crédito, aliados aos baixos preços das tarifas e opções de parcelamento propiciaram esta mudança de comportamento”, diz.