Clientes espiões

0
17
A Shopper Experience está selecionando consumidores da classe C de todo o país para atuar em projetos voltados ao varejo e ao segmento financeiro. A Shopper está ampliando a base de “consumidores-espiões” para atender ao aumento da demanda de empresas interessadas em verificar o nível do atendimento prestado. As inscrições podem ser feitas no site da Shopper Experience. O valor pago aos clientes secretos varia de acordo com o projeto.
Segundo Stella Kochen Susskind, presidente da Shopper Experience e pioneira no Brasil na metodologia, aquele cliente que é considerado um verdadeiro pesadelo na vida muitos vendedores pode se tornar um agente da melhoria da qualidade do atendimento ao consumidor – e, ainda, ser remunerado por essa atividade. “Com a consolidação do Código de Defesa do Consumidor, o atendimento se tornou um diferencial. Na prática, o brasileiro – até então easy grader, tolerante e paciente – passou a ter consciência dos direitos que tem, seja com relação à qualidade do produto, seja com relação ao atendimento. Além de reclamar, esse consumidor propaga a opinião, positiva ou negativa, em redes sociais”, analisa a executiva.
É nesse contexto, segundo Stella , que se insere a metodologia de pesquisa baseada na avaliação de clientes secretos – consumidores com real hábito de compra nos itens pesquisados. Criada nos Estados Unidos na década de 1920, a metodologia é parte de uma indústria sólida e lucrativa não apenas nos Estados Unidos e na Europa, mas na América Latina, sobretudo no Brasil. A pesquisa coloca em campo consumidores reais, dentro de diferentes  perfis de compra, e não simples pesquisadores. Segmentos como o varejo e instituições financeiras têm investido nessa ferramenta para avaliar o atendimento a clientes de diferentes perfis. Enquanto na Europa o crescimento anual é de cerca de 5%, no Brasil o segmento registra crescimento anual de 20%.