CMOs ainda não têm estratégia omnichannel

0
9
Das companhias mundiais, 55% delas ainda pretendem implementar uma estratégia omnichannel. Sendo que 29% desejam fazer isso ainda nos próximos seis a 12 meses. É o que mostra o relatório “Desmitificando o marketing omnichannel para craruma estratégia vencedora a CMOs”, da Rakuten Marketing. A pesquisa, que foi feita em parceria com o The CMO Club, teve como objetivo saber sobre as tendências para o investimento em marketing cross-channel nos próximos meses. As entrevistas foram feitas com clientes da Rakuten Marketing nos Estados Unidos, Inglaterra, Japão, Canadá, Austrália e Brasil. 
 
Maior investimento no mobile
O crescimento no investimento em marketing de display também aparece como uma tendência global, com destaque para o Brasil, que refletiu um aumento de 58% no último ano. Depois vem o Japão (20%), Estados Unidos (18%) e Austrália (15%). Isso demonstra que, cada vez mais, as empresas percebem a importância da estratégia omnichannel para ganhar vantagem competitiva, com resultados mensuráveis.  Ainda segundo a pesquisa, os consumidores realizam cada vez mais suas compras por meio de smartphones, o que tem fortalecido a performance em marketing para esse tipo de dispositivo. 
Para se ter uma ideia, houve um crescimento de dois dígitos no investimento para todos os canais. Porém, quando se fala de dispositivos móveis, o aumento em marketing de busca foi de 145% na comparação ano a ano. Em campanhas de display, chegou a 402% no mesmo período. 
Desafios que impedem
Apenas um quarto do total de entrevistados (26%) afirma não ter planos de implementar estratégias omnichannel. Quando questionados sobre os maiores desafios para a execução, 64% indicam falta de recursos necessários para o sucesso do plano. Outros desafios incluem a insuficiência técnica para integração de dados (52%) e analítica para sua interpretação (61%). “Fica claro em nosso estudo, que as estratégias omnichannel são prioritárias na maioria das companhias. Porém, ao mesmo tempo, é controversa a falta de recursos, integração e ferramentas de análise. Acredito que esses entraves estão diretamente relacionados à dificuldade de medir resultados”, destaca Alessandro Gil, country head da Rakuten Marketing.
Foco das verbas
Sobre a estrutura de verbas de marketing, 30% dos CMOs afirmam separar recursos para investimento em branding e marketing direto. Outros 30% distribuem por unidade de negócios, enquanto 20% alocam a verba por canal e 19% deles separam a verba de marketing online do offline. Com relação à mensuração de resultados, 35% responderam que “atualmente não utilizam nenhum meio robusto para mensurar as técnicas” e avaliar os resultados dos esforços de marketing cross-channel. “Por perceber essa necessidade, a Rakuten Marketing tem focado seus esforços na análise e otimização da mensuração, por meio das inovações tecnológicas em suas plataformas e serviços”, completa Gil.