Cobra solta comunicado se defendendo

0
2


A propósito de recentes matérias jornalísticas abordando o contrato da Cobra Tecnologia com o Ministério do Trabalho e Emprego para o projeto e execução do sistema de tecnologia para o Programa Primeiro Emprego, do Governo Federal, a empresa soltou um anunciado para esclarecer.

De acordo com a empresa, “a contratação para liderar o referido projeto se deu pela capacidade técnica da equipe, bem como pelo amplo leque de parcerias tecnológicas que a posicionam como um integrador habilitado para projetos desta natureza, que exigem a articulação de complexos e diversificados conhecimentos. No final de novembro último, os técnicos da Cobra entregaram ao MTE a solução completa de tecnologia, tal como encomendado pelo cliente. Entretanto, em face de imprevistos técnicos ocorridos ao longo do projeto, a entrega se deu com atraso da ordem três meses, tendo sido, porém, devidamente homologada a solução”.

A empresa ainda diz que, “ao contrário do que foi ventilado por setores da mídia, a solução executada por ela atingiu completamente os objetivos do Primeiro Emprego. O sistema de administração e serviços do Programa, baseado em web, encontra-se em pleno funcionamento e vem sendo amplamente utilizado pelo Ministério e pelas demais instâncias sociais envolvidas, como os jovens interessados, as empresas privadas e as Delegacias Regionais do Trabalho”.

Segundo a Cobra Tecnologia, “a empresa formalizou o cumprimento de todos os compromissos contratuais em 09/12/2005, cedendo ao MTE a responsabilidade pela operação do sistema. Foram entregues ao cliente todos os códigos-fonte da aplicação, juntamente com o detalhado acervo de documentação técnica o que garantirá total independência do Ministério frente a fornecedores. Em restrita observância ao contrato, o MTE efetuou a quitação dos serviços somente depois de proceder às devidas homologações para o sistema. A Cobra Tecnologia, por sua vez, reconheceu perante o cliente a parcela de responsabilidade quanto ao atraso do projeto e, em contrapartida, assimilou, sem recorrer, a aplicação de multa por parte do MTE no ato da quitação”.

No que se refere a diligências internas do MTE quanto à conduta de funcionários do setor de informática, a Cobra Tecnologia “desconhece o teor e andamento de tais procedimentos. A empresa disse que aguardará o final das referidas diligências para quaisquer outras manifestações a respeito”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTelevendas é aqui e agora
Próximo artigoIntelig Telecom tem novos VP´s