Como alavancar o comércio eletrônico?

0
4
Comércio eletrônico brasileiro: um verdadeiro mar de potencial para quem deseja empreender. O faturamento de R$ 24,2 bilhões, o crescimento médio de 20% ao ano, e os mais de 42 milhões de e-consumidores são apenas a ponta do atrativo iceberg que o segmento apresenta, segundo E-commerce Brasil.
Além disso, a baixa barreira para o início das operações também é um grande fator que faz com que empreendedores se aventurem na abertura de uma loja virtual. No entanto, a falta de planejamento e conhecimento de todas as necessidades de um e-commerce pode acabar sendo crucial para o fracasso.
Pensando nisso, a E-commerce Brasil preparou dicas de tecnologia para alavancar seu e-commerce e ajudar lojas virtuais recém-abertas a se estruturar:
Plataforma – A plataforma é um ponto essencial para qualquer loja virtual. Podemos dizer que ela é o coração de tudo. Contar com uma plataforma que traga estabilidade, performance e atualização constante é fundamental. Além disso, também existem plataformas de fácil manuseio e customização, que simplificam a montagem da loja, sem perder qualidade técnica.  
Segurança – Quesito importantíssimo para qualquer tipo de negócio, a segurança é mais do que fundamental no e-commerce. Seja para o consumidor ou para o próprio lojista, manter um ambiente livre de ameaças pode aumentar as vendas e preservar a saúde financeira. Selos de blindagem e criptografia de dados dão maior sensação de segurança aos usuários, já para a parte das transações, é essencial contar com ferramentas antifraudes, que reduzem os riscos de aprovação de pedidos ilícitos.
Experiência de Usuário – Nada melhor do que ter algo com a sua cara, certo? No e-commerce não é diferente: o usuário adora ver a home do site apresentando os produtos que ele tem interesse, ou até mesmo recomendando algum item que combine com outros que ele já adquiriu. Para isso, existem ferramentas que fazem automaticamente essa identificação e podem aprimorar a experiência.
Atendimento ao Cliente – Esse ponto é mais do que importante, ainda mais para atender aos requisitos da nova Lei do E-commerce para atendimento ao consumidor. Contar com canais de relacionamento bem estruturados, seja um chat ou e-mail, é um diferencial. Além disso, também existem soluções de atendimento inteligente, que propiciam aos e-consumidores a localização de respostas sobre as suas dúvidas, agilizando todo o processo. 
Precificação – Posicionar os preços da sua loja de acordo com o momento do mercado é uma arte. Para o e-commerce isso não é mais um sonho. Há soluções que fazem o monitoramento da concorrência e automatizam a gestão dos preços da loja virtual, tudo baseado em regras de negócios pré-definidas pelo empreendedor.