O canal para quem respira cliente.

Comunicação corporativa

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



No dia 7 de outubro, em São Paulo, a ABA irá realizar a décima primeira edição do Fórum de Comunicação Corporativa, que neste ano abordará o tema “Tendências e Comunicação Cidadã: Cenário Público e Privado”. O perfil da comunicação corporativa mudou na construção da percepção e no gerenciamento da reputação das empresas, provocando de forma inequívoca um olhar crítico e uma análise mais profunda dos modelos até então praticados. As exigências de reações cada vez mais rápidas e transparentes, como visto em acontecimentos recentes, sob pena de perdas só recuperáveis a longo prazo – quando possíveis, mais do que estratégicas, precisam ser fundamentadas nos valores construídos e sedimentados ao longo do tempo, na comunidade e junto aos diversos públicos e parceiros de interesse.

 

O Fórum irá abordar os desafios das novas relações entre os diversos agentes comprometidos com o engajamento cidadão, que se impõem por meio da definição de limites tênues e de regras que surgem destas iniciativas. É a partir daí, em um esforço gradativo de complementaridade, que os setores público e privado interagem e buscam o equilíbrio nos papéis que desempenham na sociedade. A comunicação e o comunicador passam então a serem primordiais como elementos qualificadores, catalisadores e facilitadores para a consecução e sucesso desse processo.

 

Serviço
Data: 7 de outubro
Horário: das 9h às 11h30
Local: Sede da ABA – Av. Paulista, 352, 6º andar – São Paulo/SP
Informações pelos telefones 0800.124588 ou (11) 3283.4588
Inscrições no site www.aba.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicação corporativa

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



A ABA – Associação Brasileira de Anunciantes promove X Fórum de Comunicação Corporativa (ABA Comunicação), no dia 22 de outubro, em São Paulo. O encontro debaterá os desafios das empresas globalizadas frente às diversidades e questões culturais. O fórum tem como proposta definir estratégias para a área de comunicação nas diversas instâncias de atuação das empresas. O intuito também é mostrar de uma maneira eficaz a percepção integrada de imagem e reputação entre os stakeholders.


O evento contará com a participação de profissionais como o Professor Doutor Clóvis de Barros Filho (ECA/USP e ESPM) e Stalimir Vieira (Publicitário), que falarão sobre “A diversidade cultural nas empresas globalizadas. Desafios do século XXI” e serão mediados por Antonio Carlos Dias (Diretor de Assuntos Corporativos do Conar).


Márcio Polidoro (Diretor de Comunicação da Odebrecht), Madelon Piana (Gerente Geral de Comunicação da Vale), Daniela de Fiori (Vice-Presidente de Assuntos Corporativos e Sustentabilidade do Wal-Mart) e Paula de Santis (Gerente de Comunicação da Whirpool), irão apresentar suas experiências em “O impacto das ações de comunicação na sustentação dos processos de globalização das corporações”, com mediação de Clarice Messer (Economista, ex-FIESP).


Serviço
Data: 22 de outubro
Horário: das 9h às 13h
Local: Mercure Accor Hotels – Rua Maestro Cardim, 407, Paraíso – São Paulo/SP
Informações e inscrições pelos telefones 0800.124588 e (11) 3283-4588 ou no site www.aba.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comunicação corporativa

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Com a presença de mercados globalizados e extremamente competitivos, as empresas e não somente os produtos passaram a ter imperiosa necessidade de melhor marketing de relacionamento com os seus consumidores, justificada no fato de que estão mais visíveis. O marketing de relacionamento não é uma atividade operacional, mas, comporta-se com uma indispensável estratégica e essencial à vida das organizações comprometidas com a lucratividade, imagem dos seus produtos e serviços. A partir desta nova dimensão de mercado, surgiu a comunicação corporativa que, certamente, está ajudando as empresas a enfrentarem os desafios que envolvem cada negócio, mercado, concorrência, relações institucionais, governamentais, imprensa, entidades de classes, comunidades aonde atuam.
Afinal de contas, o que se entende por comunicação corporativa e mercadológica? Esta última visa o consumidor, clientes em potencial, tendo como objetivo final despertá-los para a venda. Neste marketing de comunicação, são ferramentas tradicionais os pontos-de-vendas, preços promocionais, merchandising, sorteios, bônus, feirões, descontos, levando-os à motivação de compra. Para o jornalista – Cláudio Paiva, diretor da CND – Companhia de Notícias – “a visão moderna da comunicação corporativa nos ensina que fazer comunicação é fazer gestão dos relacionamentos com o público, utilizando mensagens e canais de comunicação mais adequados para cada um deles”.
Noutras palavras, tal comunicação visa cuidar da imagem institucional da própria empresa e dos seus produtos junto ao público, como imprensa, comunidades e o público segmentado como possível comprador. A frase “sua majestade o consumidor” há de ser o grande foco desta estratégia de comunicação, criando um relacionamento ou afinidade entre consumidor, empresa e seus produtos comercializados. A credibilidade, tradição, postura ética, responsabilidade social tornaram-se ferramentas indispensáveis para sobrevivência neste mercado competitivo. A função dos gestores da comunicação corporativa, portanto, é tornar as empresas em fontes de referência nos diversos segmentos da sociedade.
Ao lado desta comunicação, aquela direcionada para o marketing interno tornou-se o apoio essencial ao negócio e elemento de relevante importância para o cotidiano da empresa, partindo-se de uma nova realidade que as organizações são as pessoas que delas fazem parte. Noutro ângulo, constituem-se no grande capital da empresa moderna. A comunicação interna é ponto forte para as estratégias corporativas. “É imprescindível que os colaboradores conheçam os destinos e metas da empresa para que possam agregar experiências, trabalho, idéias, levando-a à lucratividade.
Dentro dos domínios da empresa, os colaboradores são aliados, mas fora, são formadores de opinião, cidadãos que automaticamente vão falar do local em que trabalham e, certamente, divulguem uma imagem positiva da mesma. Esta consciência é relevante para o sucesso. O colaborador da empresa deve estar devidamente informado dos seus projetos empreendedores, até mesmo antes do seu público externo para que possa se tornar compromissado com o sucesso, face missão e responsabilidade no processo de crescimento da mesma. Exemplo prático que ilustra é a do visitante que, chegando à NASA, perguntou ao funcionário que varria o chão “o que você está fazendo ? Ao que respondeu “estou ajudando o Homem a ir ao espaço”.
A comunicação corporativa está alicerçada em dois processos básicos: longevidade e diálogo. Somente, com uma perspectiva de longo prazo e de forma continuada é possível estabelecer laços afetivos e emocionais com os diferentes públicos. Tal afinidade somente ocorrerá com o envolvimento e comunicação que tenha como foco a cultura de ouvir e considerar as reais necessidades dos consumidores, procurando antecipar-se na disponibilização de tais benefícios. As comunicações corporativas e mercadológicas se completam, haverão de andar bem sintonizadas na direção do sucesso.

João Gonçalves Filho (Bosco) – Administrador de Consórcio ([email protected]).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima