Confenar fechar parceria com Bradesco

0
1



Devido aos grandes investimentos e leque de negócios realizados por suas revendas associadas, a Confenar (Confederação Nacional das Revendas Ambev) percebeu a necessidade da união com uma instituição financeira. Para isso, uniu forças ao banco Bradesco. “Em 2007, a previsão é que, juntas, as nossas empresas invistam cerca de R$ 2 bilhões em, caminhões, empilhadeiras, autopeças, uniformes, softwares, seguros, entre outros insumos”, comenta Hamilton Picolotti, vice-presidente da entidade e diretor da Área de Negócios da Confederação.


“Estamos desenvolvendo soluções personalizadas para a Confenar”, afirma Mauro Gouveia, diretor do Bradesco Empresas. O banco e a entidade estudam uma alternativa para que as distribuidoras recebam os valores de suas vendas por meio de cartões de crédito. Desta maneira, as revendas reduzirão custos e riscos, principalmente quanto ao transporte de dinheiro pelos motoristas. Outra vantagem desta solução que está em fase de estudo é o fato da revenda passar a oferecer mais uma opção de pagamento ao ponto-de-venda, que terá linha de crédito adequada ao seu perfil. Além disso, para facilitar os investimentos das empresas associadas, o Bradesco está negociando convênios operacionais com os principais parceiros da Confenar, como montadoras de veículos, fornecedoras de pneus, empilhadeiras etc.


Embora tenham perfis diferentes, a Confenar acredita que as revendas demandem por produtos para financiamentos como BNDES, CDC, Finame e leasing, para renovação e ampliação da frota. Atualmente, esta frota contabiliza 20 mil itens. A expectativa é que haja também muito interesse por capital de giro para pagamento de fornecedores, pois muitas empresas estão sujeitas às sazonalidades nas vendas. Segundo Mauro, as taxas e tarifas foram estruturadas considerando o potencial de negócio da Confenar para o banco. “Para nós, é como se as 200 revendas fossem uma única grande empresa” afirma o executivo.