Conquista delas, ganho de todos!

0
1
Elas são maioria no Brasil – segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, Pnad, de 2013, são quase 6 milhões de mulheres a mais  do que homens, sendo 103,685 milhões contra 97,782 milhões do público masculino. Entretanto, ainda batalham por direitos iguais na sociedade, nos trabalhos e estudos, bem como na procura por mais respeito e poder nas suas escolhas. Por essa razão, mais do que ser uma data comercial, o Dia Internacional da Mulher, celebrado no próximo 08 de março, representa justamente essa luta, pois, apesar de muitas suposições sobre o que originou a data comemorativa, todas as histórias possuem uma coisa em comum: a manifestações das mulheres por melhores condições. Para as empresas, mais do que procurar conquistar vendas com o Dia, é a chance de mostrar ao público feminino o quanto são importantes para o negócio.  “A cada dia, as mulheres crescem e conquistam seu espaço em diversas áreas da vida, até mesmo no ramo profissional. Elas têm ganhado independência financeira e se tornado um importante público para diversos mercados, inclusive o hoteleiro. São independentes e têm voz ativa, detalhistas e primam pela qualidade de serviços e produtos”, afirma a presidente da rede Blue Tree Hotels, Chieko Aoki.
Considerada pela Forbes como a segunda mulher negócios mais importante do País, Chieko ainda explica que a mulher, hoje, tem grande influência na decisão de compras, inclusive, em mercado que anteriormente eram considerados exclusivamente voltados para o público feminino. “Elas são verdadeiras formadoras de opinião e firmes em suas decisões. As mulheres estão cada vez mais presentes em todos os mercados, inclusive consumindo produtos de indústrias nas quais não tinha grande representatividade”, diz. Prova disso é que, hoje, o público feminino representa 45% das compras de carros no País. Já nos Estados Unidos, elas controlam ou influenciam 70% dos gastos de consumo, segundo uma pesquisa feita por Michael Silverstein, líder da área de consumo da consultoria Boston Consulting Group (BCG).
Outra prova de como a mulher vem conquistando mais espaço no mundo do varejo, está na BeerCode, rede de comercialização de cervejas especiais. Uma das fundadoras Ketlyn Zim conta que esse público vem sendo cada vez mais frequente no mercado cervejeiro. “Para atraí-las ainda mais, precisamos entender que a categoria é unissex, sem preconceitos ou direcionamentos que limitem o público feminino a se entregar a experiência cervejeira”, acrescenta. A executiva ainda relata que a mulher possui particularidades no mercado, são mais seletivas, exigentes, fiéis às suas escolhas e detalhistas, então, para conseguir conquistá-las, exige-se um alto grau de conhecimento sobre o que elas desejam, conhecem e esperam de um bom atendimento. “As clientes prestam atenção como copos do serviço, apresentação do kit presente que for comprar, quer saber além da bebida, questiona sobre curiosidades, pede dicas de harmonização. Enfim, ela requer uma atenção dedicada ao seu atendimento”, completa.
Qualidade no atendimento e realização das expectativas também é um fator essencial para os mercados em que a mulher já é uma consumidora assídua, como moda e beleza. “A consumidora procura, atualmente, demanda por uma melhor informação e um melhor serviço e produtos para se sentir bonita, com boa autoestima, nas diferentes cobranças profissionais e na vida corrida que ela tem. Assim, ela precisa de soluções rápidas e práticas”, afirma Fernando Leal, CEO da Glambox. Segundo ele, antigamente, a mulher tinha que cumprir a demanda de ser feminina, hoje ela deve ser bonita, bem sucedida, ter autoestima e cumprir com os seus diversos deveres. Assim, faz parte de muitos negócios criar produtos e serviços que permitam maior praticidade e facilidade ao seu dia a dia. “O mundo, hoje, exige que a mulher tenha uma posição de beleza, sensualidade e, ao mesmo tempo, ser profissional. Então, é um trabalho das empresas, que procuram ser uma fonte de informação de qualidade para a mulher, para que ela se sinta em harmonia, bonita e muito mais.”
É justamente esse novo perfil, da mulher moderna, que faz parte do foco da Pernambucanas. “A moda feminina é uma grande alavanca dos negócios de uma empresa como a nossa. Por essa razão, elegemos a mulher moderna, de 25 a 45 anos, como o foco de nossos negócios, sem menosprezar todos os demais clientes, de diferentes perfis, que mantêm conosco uma relação histórica de fidelidade,” explica o executivo de relações institucionais, Luis Alcubierre. De acordo com o executivo, ela é fruto de uma ascensão social e tem como característica de ser independente e formadora de opinião na sociedade. “E com ela pensamos seguir crescendo nos próximos anos. O papel da mulher é vital em todos os sentidos e não seria diferente em relação à moda e ao estilo que oferecemos”. Inclusive, esse perfil resultou no atual posicionamento da empresa no mercado.
Para a C&A, a importância da cliente brasileira para a empresa existe justamente no fato de ela possuir um estilo e preferência únicos, com relação ao mercado internacional. “A mulher brasileira tem a sua própria maneira de entender a moda e seu próprio modo de combinar peças, estilos, estampas, tecidos, ou seja, tudo que compõe o universo feminino”, afirma Paulo Correa, vice-presidente comercial. Não por menos, a marca está sempre à procura dessa singularidade e, desde 2012, desenvolve o Projeto Poderosas do Brasil, uma coleção anual que “traduz o modo de se vestir das brasileiras”. Para isso, o time de desenvolvimento de produto e pesquisa viaja pelo País, fazendo pesquisas em diferentes regiões para entender a maneira de vestir das mulheres e o que elas mais apreciam em uma roupa.  “Por estarmos no País há 38 anos, temos orgulho de ser a rede de varejo de moda que mais entende essa mulher e como conhecemos de perto a nossa cliente, conseguimos antecipar seus desejos e necessidades, traduzindo as tendências mundiais de moda para seus gostos e preferências.”

E para você, por que a empresa deve comemorar o Dia Internacional da Mulher junto com as clientes? Participe da nossa enquete!

Confira também as outras matérias do Especial:
Com tantas demandas, caminho para fidelizar mulheres está na entrega de soluções práticas
Mulheres representam na Netshoes uma grande movimentação de compra, seja para elas ou a outros
C&A coloca as clientes como únicas e por isso merecem toda a atenção na fidelização
Clientes femininas sabem o que querem, procuram por bom atendimento e igualdade no tratamento
Com mulheres ganhando espaço na sociedade, é importante empresas estarem presente em seu Dia
Novo público feminino é fruto das suas conquistas e foco das atenções da Pernambucanas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCaducou… E agora?
Próximo artigoMais de 70% das cadeiras!