Consumidor ganha mais um aliado

0
0



Banco que cobra taxas abusivas, produto com defeito ou até mesmo a viagem dos sonhos que, por erro de empresas aéreas ou agências de turismo, se transforma em pesadelo. Infelizmente, todas estas situações ocorrem diariamente e o mais grave é que, na maioria dos casos, ninguém corre atrás de seus direitos. Para ajudar os cidadãos brasileiros que se sentem lesados em circunstâncias como estas, acaba de ser lançado o Cedec (Centro Brasileiro de Defesa do Consumidor).


A organização vai atuar orientando a população e realizando atividades junto aos órgãos públicos e privados, além de desenvolver ações educativas que visem o esclarecimento do cidadão sobre seus direitos, promovendo denúncias contra atos ilegais e abusos que possam trazer qualquer prejuízo à sociedade. Segundo a coordenadora executiva da organização, Érica Barbosa, o principal diferencial do Cedec é o atendimento personalizado. “Serão realizadas atividades de massa, como denúncias, cartilhas e palestras, mas nosso foco é ser uma entidade que busca a defesa pessoal do consumidor”, explica.


Para Érica, o direito do consumidor no Brasil tem tido grandes avanços, sobretudo após o Código de Defesa do Consumidor. Porém, muitas pessoas ainda não sabem que podem, por exemplo, obter a repetição em caso de indébito, evitar abusos quanto aos órgãos de informação (SPC e SERASA), entre outros. “O Código permitiu que a sociedade civil tivesse mais respaldo para constituir associações. Porém, ainda é preciso levar os direitos assegurados por essa lei para um número maior de cidadãos e é para isso que o Cedec quer fazer”, afirma.


Para atingir todas as classes e realmente prestar o serviço de auxílio na defesa do consumidor a todo e qualquer cidadão, o Cedec vai disponibilizar alguns serviços (primários) gratuitos e atividades mais complexas. Consultas, direcionamentos e denúncias serão realizados sem custo. Já serviços como perícia contábil, notificação, negociação e conciliação terão valores menores que os de mercado, cobrados de acordo com a complexidade do caso. O Centro fica na Rua Sete de Abril, 105, cj. 304. O telefone é (11) 3255-9904.