Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Convertendo vendas no m-commerce

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Não se pode negar que a mobilidade vem mudando a maneira como as pessoas vivem, relacionam-se e compram. Hoje, é cada vez maior o número de consumidores que preferem adquirir produtos online em vez de irem às lojas físicas. Além do fato de que, antes da compra, ele também se informa sobre o produto fazendo pesquisas, lendo resenhas, blogs e comparando preços e marcas. A maior facilidade em obter informações sobre um determinado produto representa um desafio para o setor do varejo, ao mesmo tempo em que também cria oportunidades. 
NAVEGAÇÃO MOBILE X NAVEGAÇÃO WEB 
Navegação mobile e navegação web são experiências diferentes. Já que na navegação mobile o consumidor está em trânsito e tem menos tempo disponível para realizar a pesquisa. Em comum, o consumidor está ocupado com outras tarefas enquanto busca informações sobre o produto. Pesquisas indicam que o consumidor ocupado é mais rápido na decisão de compra, buscando as novidades e comprando quase que por impulso aquilo que lhe interessa. Já nas lojas físicas, o consumidor avalia ainda mais as condições e de comparar ofertas e promoções. Apesar disso, tanto o consumidor sem tempo quanto o que tem perfil avaliador têm maior propensão a comprar cada vez mais online – via mobile – do que em uma loja física. Isso deve ser levado em conta pelas empresas que investem em search mobile. 
 
O CEO da Viewit Mobile, César Bonadio, fala sobre algumas estratégias para melhorar as conversões de busca para efetivação de compra no mobile commerce: 
 
Proporcionar busca rápida e simples: é importante que o mobile site consiga apresentar ao consumidor exatamente o que ele busca ao navegar e pesquisar. Especificamente para o mobile, devido às telas menores, é importante entregar experiências relevantes, simples e de fácil entendimento. Por isso, é necessário ter cuidado especial com o layout da página de resultados de buscas. 
 
Priorizar as informações relevantes: as principais informações sobre o produto também devem estar em destaque. Se o m-commerce possuir uma loja física, é interessante incluir dados do local.
 
Usar linguagem adequada: a empresa especialista em mobile sites saber dar preferência às linguagens adequadas aos usuários de smartphones.
 
Oferecer um caminho curto: eliminar todos os clicks e caminhos que forem desnecessários. Usuários de smartphones gostam de rolar a tela e clicar, mas não de ficar digitando.
 
Disponibilizar filtros: vários, se for possível, e de maneira condizente com o tamanho do negócio. Se um consumidor estiver buscando algo não tão popular e tiver que rolar a tela diversas vezes até encontrar o que procura, o site terá grandes chances de perder essa venda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima