Correios querem descumprir acordo com Abemd

0
3



Os Correios informaram que pretendem descumprir o acordo que têm com a Abemd desde 2004, no sentido de que os reajustes de preços nos produtos concorrenciais (todos menos carta, telegrama e cartão postal) só sejam aplicados 30 dias após a publicação no Diário Oficial. É que esta medida permite ao mercado de marketing direto, que inclui entre outros os setores de assinaturas de veículos, que tenha um mínimo de possibilidade de planejamento para organizar as ações.

 

O presidente da Abemd, Efraim Kapulski, vem mantendo negociações com a empresa desde o último reajuste, há um ano, para que respeite e mantenha o acordo vigente. Como os Correios deram indicativos de que vão descumprir o compromisso, a entidade resolveu tornar público ao mercado o episódio. “A Abemd espera que os Correios tenham o bom senso de manter a palavra”, afirma o presidente.