Cresce a emissão de cheque

0
11

No último mês de agosto a movimentação com cheques no país refletiu o reaquecimento da economia, de acordo com a Abracheque (Associação Brasileira das Empresas de Informação, Verificação e Garantia de Cheques). Foram trocados 181 milhões de folhas de cheque contra 175 milhões no mesmo mês de 2003. No mês de junho e julho deste ano foram trocados 174,4 e 174,7 milhões respectivamente, o que sinaliza um final de ano bem mais aquecido que 2003.

Por outro lado, houve uma queda na inadimplência com os cheques. Foram 2.6 milhões de folhas de cheque devolvidas em agosto de 2003 e 2,4 milhões no mesmo mês deste ano. Houve queda também comparando-se agosto com julho deste ano, quando foram devolvidas 2,5 milhões de folhas.

“O cheque tem se mostrado como o mais importante meio de crédito direto ao consumidor, pois independe de comprovação de renda para sua aceitação, bastando o emitente não possuir restrições na hora da compra”, afirma Carlos Pastor, presidente da Abracheque.

Nos estudos da associação, constatou-se que o aumento na devolução de cheques foi maior entre os cheques sinistrados, o que norteia o varejista a buscar parceiros mais sérios para a analise de crédito e risco. “Os golpes somente poderão ser reduzidos quando o empresário, de micro a grande, investir em treinamento de seus colaboradores na linha de frente”, completa Pastor.