Cresce inadimplência em supermercados

0
1


O índice de inadimplência no segmento de supermercados cresceu 26,7% em 2005, revela pesquisa anual da Telecheque, empresa especializada na concessão de crédito no varejo. O volume de cheques devolvidos no ano passado foi de 2,82%, enquanto em 2004 de 2,23%.

Segundo José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque, os supermercados, assim como o varejo de forma geral, também sofreram os impactos do cresimento da oferta de crédito e do consequente aumento do endividamento dos consumidores no ano de 2005. “Mesmo se tratando de um segmento com genêros de primeira necessidade não foi possível escapar da inadimplência. Este fato se confirma quando análisamos o parcelamento e o valor do cheque médio no setor”, completa.

As transações pré-datadas representaram 82,84% do total movimentado com cheques no segmento em 2005, e foram superiores 0,8% em relação a 2004 (82,21%). Já os pagamentos à vista registraram queda de 3,5%. Em 2004, as emissões de cheques à vista tiveram participação de 17,79% em relação ao total, enquanto em 2005 essa participação caiu para 17,16%. O valor médio dos cheques emitidos nos supermercados passou de R$ 158,90 em 2004, para R$ 174,30 no ano passado. O crescimento foi de 9,7% de um ano para outro.