Cresce número de shoppings no Brasil

0
1


A Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) está divulgando o “Censo Brasileiro de Shopping Centers 2006”, um levantamento detalhado da indústria de shopping centers, de janeiro a dezembro de 2005. O período avaliado registrou um aumento de 4,16% no número de empreendimentos em funcionamento em todo o País, percentual este superior ao PIB nacional, que fechou o ano de 2005 em 2,30%.

Esse acréscimo pode ser melhor compreendido pela inauguração de 14 shoppings, a identificação de outros 11, que não figuravam nos dados registrados em pesquisa da Alshop e a desativação de apenas um empreendimento. Desta forma, o ano de 2006 teve início com 601 shoppings em funcionamento e, ao longo do ano, a previsão é de que sejam inaugurados entre 14 e 18 novos centros de compras.

Em 2005, o faturamento do setor de shoppings registrou a marca de R$ 55,3 bilhões. Para 2006, as projeções são de um crescimento para cerca de R$ 59,3 bilhões em faturamento, que responde por uma fatia de 26% do total do varejo brasileiro e representa 4% do PIB nacional.

Segundo a pesquisa da Alshop, houve um crescimento de 3,51% em novos postos-de-venda, o que representa um aumento de 71.769 para 74.288 no número de lojas no País. Este crescimento se traduz também em uma significativa contribuição para aumentar o mercado de trabalho, oferecendo cerca de 742.880 oportunidades de emprego. Para 2006, os novos shoppings centers a serem inaugurados devem abrir aproximadamente 60.100 vagas, totalizando 802.980 postos de trabalho diretos, número que salta para 2,7 milhões quando considerados os empregos diretos e indiretos do varejo de shoppings.

Como prova de que o setor de shopping centers vem crescendo a cada ano, a projeção é de uma expansão de 18,18% para o número de shoppings e de 22,31% para novas lojas que entrarão em funcionamento nos próximos três anos. Atualmente, o setor conta com 78 shoppings em obras ou em fase de projeto, dos quais 56 em obras e 22 em projeto. Estes novos empreendimentos devem receber cerca de R$ 5,3 bilhões em investimentos, ou aproximadamente R$ 64,6 milhões para cada novo shopping center nos próximos três anos.