Crescem consultas ao SCPC em janeiro

0
0


Depois de um bom crescimento na primeira quinzena – impulsionado pelas promoções e liquidações do varejo – o número de consultas ao Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e ao UseCheque, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), registrou desaceleração na segunda metade de janeiro. O SCPC apresentou expansão de 6% nos primeiros quinze dias, mas o número de consultas cresceu apenas 4% na segunda quinzena do mês, resultando em um crescimento mensal de 4,9% sobre janeiro de 2006. Quanto ao UseCheque, o crescimento foi de 4% na primeira quinzena, mas caiu para 1,5% na segunda, o que resultou em um aumento mensal de 2,6% nas consultas, comparado com o mesmo mês do ano passado.

Para o presidente da ACSP, Guilherme Afif Domingos, o principal motivo para essa desaceleração foi o feriado prolongado de aniversário de São Paulo, quando um grande número de consumidores deixou a cidade.

Com relação à inadimplência, que apresentou aumento de 9,8% nos registros recebidos e de 6,4% nos registros cancelados pelo SCPC, na comparação entre janeiro de 2007 e janeiro de 2006, o presidente da ACSP explica que o resultado era esperado em função da forte expansão do crédito à pessoa física em suas diferentes modalidades, a qual superou significativamente o aumento da renda.

“Sazonalmente a inadimplência deverá crescer nos próximos meses, mas a magnitude do aumento vai depender da evolução da renda. Se a massa salarial continuar se expandindo, a inadimplência deverá se manter sob controle, embora em um patamar superior ao do início do ano passado. Uma queda maior dos juros reduziria a expansão da inadimplência, mas o Copom parece ter se assustado com o crescimento dos gastos públicos e o afrouxamento da disciplina fiscal sinalizada pelo governo”, analisa Guilherme.