Crescem os gastos com cartões

0
3



Com um crescimento de 25% sobre o volume movimentado no ano passado, o valor das compras com cartões no Brasil durante o primeiro trimestre foi de R$ 85 bilhões. O resultado considera as transações feitas com as modalidades crédito, débito, loja e rede que juntas acumulam um total de 452 milhões de unidades em circulação. De acordo com o Monitor ABECS do Mercado de Cartões, a quantidade de transações no período aumentou 21% sobre os três primeiros meses do ano passado, chegando a um montante superior a 1.3 bilhão.


Para o diretor de Comunicação da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), Marcelo Noronha, os números do primeiro trimestre mostram um aquecimento do mercado superior ao projetado pela própria associação para o ano de 2008. “Em termos de movimentação financeira, acreditamos que o mercado crescerá cerca de 20% durante o ano, mas o primeiro trimestre ficou muito acima disso (25%). Se esta tendência se confirmar no segundo trimestre possivelmente iremos rever as projeções”, afirma.


O fator que mais contribuiu para este forte ritmo do início do ano foi o aumento do valor médio de gastos feitos com cartões. Levando em conta a média de todas as modalidades, cada plástico foi responsável por R$ 191 em compras, somando as transações feitas nos meses de janeiro, fevereiro e março. Este valor é 10% superior ao volume financeiro gasto no mesmo período do ano passado. “É um forte indicativo de que as pessoas começaram 2008 usando mais os cartões e para compras de maior valor”, afirma o presidente da Abecs, Felix Cardamone.


O destaque no crescimento do gasto médio foi o cartão de débito, que registrou um aumento de 20% sobre o valor registrado em 2007. Na época, cada cartão de débito havia gasto R$ 101 e neste ano saltou para R$ 120. Com isso, esta modalidade, que é a que apresenta o maior número de plásticos (205 milhões), acumulou um total de R$ 24 bilhões em compras no trimestre, número que ficou 29% acima da marca registrada no ano passado.


Os cartões de crédito continuam responsáveis pela maior fatia dos gastos nos meios eletrônicos de pagamento, com R$ 48 bilhões transacionados no trimestre, crescimento de 23% em comparação com o mesmo período do ano passado. Os cartões de loja chegaram em março à marca de 150 milhões de cartões em circulação e tiveram um crescimento de 23% no valor das compras, acumulando R$ 12 bilhões.