Crescimento das mulheres no e-commerce

0
1



Autor: Pedro Eugênio


 

Existe alguma mulher que não adore fazer compras? Não é mais novidade que elas já são maioria no e-commerce brasileiro, ganhando com folga em número de compradores ativos. Este fenômeno se deve principalmente à vaidade e cuidados femininos.

A mulher moderna é prática, dinâmica e polivalente e não perdeu suas principais características de ser vaidosa e ter prazer em se cuidar. Além dos cuidados profissionais e pessoais, elas ainda são responsáveis por cuidar da família e da casa. Esta junção de fatores torna a mulher uma compradora em potencial.


O crescimento nos setores de beleza, saúde, moda, acessórios também contribuiu para o público feminino gastar mais. A fidelidade por marcas e sites específicos torna a disputa por estas consumidoras uma interessante briga de empreendedores de sites de venda pela internet. Além de fiéis, são elas as maiores responsáveis por indicações “boca a boca” de lojas e produtos.


As mídias sociais afetam a opinião feminina na hora da compra, pois são mais sensíveis ao que está sendo dito e extremamente atentas às descrições e detalhes de produtos. Elas não resistem aos descontos e combos de ofertas disponíveis na rede. Atualmente já representam mais de 57% dos compradores ativos na web.


A febre por ofertas e intermináveis busca por descontos inspiram sites de compras coletivas, que oferecem até 90% de descontos em serviços e produtos voltados para mulheres.  O público feminino já representa mais de 60% dos internautas cadastrados nestes portais.


Apaixonadas e sonhadoras por natureza, mulheres muitas vezes não vêem compras como bens adquiridos e sim como sonhos realizados. Não é por acaso que há tantas ofertas de viagens, tratamentos estéticos e serviços voltados a elas em toda a internet. A amizade também pode ser um aliado na hora de comprar serviços. Mulheres amam a companhia das amigas para ir a salões de beleza, spas, restaurantes, clínicas e muitos outros.


Estima-se que 72% das mulheres realizam pelo o menos uma compra coletiva por mês, com pelo menos R$ 40 por compra.


As ofertas disponíveis deixam qualquer mulher louca por descontos e sem nenhum rec eio de gastar tornam estas consumidoras as queridinhas do e-commerce no Brasil.


Pedro Eugênio é sócio fundador do Loucas por Descontos