Diebold deve investir na operação brasileira

0
4

O presidente e CEO (Chief Executive Officer) da Diebold, Tom Swidarski, chega ao Brasil para uma visita de três dias. Durante a estadia, o executivo irá anunciar importantes investimentos na unidade brasileira que se tornou um dos sites prioritários para a companhia. Empresa do segmento auto-atendimento, a Diebold fincou raízes no Brasil definitivamente a partir de 1999 quando adquiriu 100% das ações da Procomp. Desde então a participação dos brasileiros na corporação só aumentou. Recentemente, o país foi alçado à posição de sede da empresa na América Latina com a nomeação de João Abud Junior à vice-presidente corporativo da região, além de acumular a presidência da Diebold Procomp no Brasil.
 
“O Brasil está vivendo um período especial em que o modelo local de negócio está sendo observado e exportado e em que o país está cada vez mais envolvido com projetos globais da companhia”, analisa Tom Swidarski. Ele informa que até o final do ano mais de US$ 15 milhões serão investidos nos principais projetos em desenvolvimento, como o Centro Global de Outsourcing, a plataforma Agilis Empower e a expansão das fábricas brasileiras para exportação de componentes e produtos acabados para a América Latina e outras regiões.
 
Com um faturamento batendo na casa do primeiro bilhão, a Diebold Procomp encerrou 2006 com crescimento de 14%. Para o CEO, os resultados do último exercício fiscal no Brasil e no mundo se traduzem na manutenção da liderança de mercado, de boa lucratividade e expansão do segmento de serviços sobre produtos.
 
No país, os fatores que puxaram os bons resultados de 2006 foram, sobretudo, os grandes projetos nacionais, como a venda de terminais financeiro-lotéricos para a CEF (Caixa Econômica Federal), urnas eletrônicas, além de ATMs associadas ao serviço de Outsourcing da operação de redes de auto-atendimento. Dentro do segmento de produtos, as ATMs representaram a maior parte do bolo, com 40%. Os terminais lotéricos ficaram com 24,4% do total, enquanto as urnas somaram 17,3%.