Digiweb aposta em política anti-spam

0
8


Embora ainda esteja longe de ser erradicado da Internet, o spam já vem dando alguns sinais de que não tem a mesma força de anos atrás. Prova disso é a recente pesquisa realizada pelo Cert.Br (Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil), na qual foi constatada uma queda de 27% no número de spams que circulam pela Internet brasileira durante o segundo trimestre, em comparação com os três primeiros meses de 2005.

Grande parte desse recuo, que também é justificado pelo fato de que cada vez mais organizações se conscientizam de que essa prática compromete a imagem da marca e repercute negativamente na mídia, outra parte é resultado da política anti-spam das empresas de hospedagem de sites como a Digiweb, empresa 100% nacional de hospedagem de sites, que proíbe terminantemente os usuários de se utilizarem da infra-estrutura de servidores de e-mails para o envio de spam ou recepção de retorno.

Além da severa coibição de atos relacionados a esta prática, a Digiweb dispõe de uma série de ferramentas AntiSpam que garantem até 99,5% de efetividade e bloqueio de mensagens indesejadas, entre elas a possibilidade de ativação de até quatro tipos de filtros específicos para a obstrução de spams. “O spam não é somente uma mensagem indesejável, já que é através dele são cometidas as principais fraudes na internet e também é uma ameaça ao desenvolvimento de uma Internet mais segura no Brasil”, afirma Marco Aurélio Torelli, gerente de Marketing da Digiweb.