Dove relança projeto de autoestima

0
2
Em comemoração ao Dia das Crianças (12/10) e o Dia da Garota (11/10), a Dove relançou no país o projeto Dove Autoestima, cuja missão é ajudar a próxima geração a desenvolver uma relação positiva com sua aparência, sem estereótipos de beleza e tornando-se mais confiante. Por meio de workshops e materiais didáticos, o projeto ensina a elevar a autoestima de crianças (principalmente meninas) de 7 a 14 anos. No mundo, mais de 13 milhões já foram impactadas com a ação e a meta é que até o próximo ano esse número cresça para 15 milhões.
 
Desenvolvido com a colaboração de pais, mães e especialistas, o programa educativo do projeto é aprovado por um conselho consultivo que tem como diretora a Dra. Susie Orbach, psicoterapeuta, escritora e cofundadora do Centro de Terapia da Mulher de Londres e do centro de Terapia do Instituto da Mulher, em Nova York. No país, Dove Autoestima conta com a parceria da Federação de Bandeirantes do Brasil, Instituição de ensino não formal, que há 95 anos atua na educação para a cidadania ativa de meninas e meninos. O objetivo da parceria é amplificar as mensagens do projeto, treinando os líderes da instituição para levar os workshops Dove Autoestima para mais de 9.500 crianças, em 14 estados. Além da Federação, a marca já fez aproximações e disponibilizou o material didático para outras instituições como o Projeto Arrastão e a Abrinq.
 
“Sabemos como as meninas se sentem pressionadas em relação à aparência e o quanto é importante abordar a questão da autoestima desde cedo para que elas se tornem mulheres confiantes no futuro. Estamos consolidando parcerias para que nossa mensagem chegue ao maior número de garotas. Nossa meta é impactar 25 mil crianças e adolescentes no Brasil até 2015,” afirma o diretor de marketing da marca, Eduardo Campanella.
 
Em 2010, a marca Dove realizou o estudo global “A Real Verdade sobre a Beleza”, entrevistando 1.200 meninas de idades ente 10 e 17 anos de seis países (Brasil, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Alemanha e Rússia). Ao todo, 60% das entrevistadas evitam certas atividades, porque se sentem mal por sua aparência. Por exemplo, 19% não participam de times ou clubes, 23% não vão a piscinas ou praia, 13% evitam expor opiniões e 15% não vão para a escola. 
 
Uma das principais atividades do projeto é o Dove Day, que acontece em 26 países, entre eles Brasil, EUA, Inglaterra e Rússia. A ação conta com a participação de funcionários voluntários da Unilever, que destinam algumas horas do seu trabalho para participar de workshops junto às crianças e adolescentes de escolas parceiras. No Brasil, o Dove Day aconteceu no dia 9 de outubro, em São Paulo, e contou com a parceria do Sesi Ipiranga e do Colégio Santa Amália – Unidade Saúde. Cerca de 100 funcionários da companhia se voluntariaram para participar da ação, que atingiu cerca de 500 alunos das duas escolas.
 
“O Dove Day é uma chance de dividir nossas experiências e incentivar crianças e adolescentes a serem mais confiantes. Queremos que essas meninas se transformem em mulheres felizes, livres de estereótipos de beleza equivocados e do peso da insegurança. É muito gratificante participar ativamente do projeto”, afirma Gilson Aguiar, coordenador de marketing de Dove e um dos voluntários da ação.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCarteira digital mobile
Próximo artigoAeC terá site em Alagoas