E-commerce com Web 2.0

0
1



A Martins Fontes planeja ser uma das cinco principais livrarias virtuais do Brasil e isso levou a empresa a adotar os conceitos Web 2.0 durante uma mudança na infra-estrutura de e-commerce, que a partir dessa nova fase está a cargo da Ikeda. O novo e-commerce 2.0 da livraria permite que os leitores criem comunidades para seus livros, autores favoritos ou apenas para os personagens, fazendo uma espécie de “Orkut literário”. Uma enciclopédia wiki também vai ser colocada à disposição dos internautas para que todos os termos de um livro sejam explicados pelos próprios consumidores. Na busca, as tags facilitarão o trabalho de rastrear assuntos favoritos.

 

De acordo Alessandro Gil, gerente de marketing da Ikeda, as iniciativas de Web 2.0 têm sido tímidas, o maior case ainda é a livraria Amazon.com, mas que ainda não tem todos os recursos típicos. O mesmo acontece com outros serviços como Orkut, MySpace. Digg, Blogger, Dellicious, YouTube e Flickr. “Geralmente as empresas não utilizam nem 20% do que podem com a Web 2.0 e não sabem ainda como transformar essas soluções em rentabilidade no e-commerce”, avalia.

 

A idéia que está sendo viabilizada com a Martins Fontes, segundo Alessandro, e que servirá de “piloto” para outros projetos da Ikeda é agregar valor aos produtos da livraria. As soluções implantadas têm o objetivo de criar uma comunidade de relacionamento em que pessoas com interesses comuns troquem informações sobre o livro que compraram, o autor ou uma determinada coleção e, assim, se tornem referência para novos consumidores. “É muito mais fácil os clientes comprarem produtos a partir de indicações de pessoas em quem confiam. E é isso que vamos estimular com a Web 2.0”, aponta.