Economia brasileira em alta

0
1



Depois de ter crescido 2,7% no primeiro trimestre de 2010, o PIB brasileiro desacelerou o ritmo de crescimento no segundo trimestre deste ano. A expansão da economia brasileira caiu para 0,6% no período de abril a junho deste ano comparativamente aos três primeiros meses de 2010, já descontadas as influências sazonais, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal). Apesar desta desaceleração ocorrida no segundo trimestre, o crescimento acumulado da economia brasileira durante o primeiro semestre de 2010 foi de 8,4% (em relação ao primeiro semestre de 2009), a maior taxa desde os 9,5% registrados no primeiro semestre de 1995.

 

O crescimento econômico do primeiro semestre foi alavancado pelo setor industrial, cuja expansão em relação ao mesmo período de 2009 foi de 13,3%. O setor agropecuário também exibiu um desempenho bastante satisfatório, crescendo 7,5% no primeiro semestre de 2010. Já o setor de serviços exibiu evolução mais modesta, de 5,5% perante os seis primeiros meses de 2009.

 

Os investimentos foram o destaque neste primeiro semestre de 2010, crescendo 26,7% frente ao mesmo período do ano passado. As exportações de bens e serviços, a despeito do cenário externo pouco favorável e do câmbio valorizado, conseguiram crescer 10,9% no acumulado dos seis primeiros meses de 2010. O consumo das famílias, componente que possui o maior peso no PIB brasileiro, avançou 7,9% no primeiro semestre de 2010. O crescimento econômico brasileiro só não foi maior porque as importações, que entram com sinal negativo no PIB, cresceram 37,7% no acumulado do primeiro semestre de 2010 frente ao mesmo período do ano passado.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSistema de qualidade
Próximo artigoFale mal, mas fale bem também!