Elas são número 1!

0
3
O povo brasileiro é realmente muito singular. A cultura, a forma como se relaciona com as outras pessoas, como se comporta, a festividade. Enfim, são muitas características que chamam a atenção dos estrangeiros e os fazem se apaixonar pelo País. Inclusive, muitos dizem que a beleza da mulher brasileira não tem igual. Resultado da miscigenação, as brasileiras mostram uma singularidade não apenas na aparência e carisma. “A mulher brasileira tem a sua própria maneira de entender a moda e seu próprio modo de combinar peças, estilos, estampas, tecidos, ou seja, tudo que compõe o universo feminino”, explica Paulo Correa, vice-presidente comercial da C&A. Por essa razão, a marca, que visa sempre incentivar esse diferencial, desde 2012, desenvolve o Projeto Poderosas do Brasil, uma coleção anual que “traduz o modo de se vestir das brasileiras. Para isso, noto time de desenvolvimento de produto e pesquisa viaja pelo País, fazendo pesquisas em diferentes regiões para entender a maneira de vestir das mulheres e o que elas mais apreciam em uma roupa”, acrescenta Correa.
Segundo o executivo, a cliente brasileira é apaixonada por moda e tem como característica movimentar o mercado comprando coisas pra si e para outros. “Por estarmos no País há 38 anos, temos orgulho de ser a rede de varejo de moda que mais entende essa mulher e como conhecemos de perto a nossa cliente, conseguimos antecipar seus desejos e necessidades, traduzindo as tendências mundiais de moda para seus gostos e preferências.” Aliás, procurar entender as diferenças socioculturais que existem nas diferentes regiões e como cada uma se comporta é um passo determinante para empresas que são multinacionais e que pretendem fidelizar os consumidores. 
Desde 2007, Correa conta que a C&A tem um trabalho de ouvidoria junto a 1,5 mil clientes, que são ouvidas sobre as mais diferentes questões: modelagem de roupas, cartela de cores, preços, promoções, grifes com as quais elas desejam que a marca faça parceria e a presença da marca nas redes sociais. “Pelo nosso DNA de inovação e busca incessante por entender a cliente e superar as suas expectativas, investimos para estar sempre próximos delas. Nós trabalhamos constantemente para o desenvolvimento dos nossos funcionários para terem foco total na cliente e na manutenção de um clima de trabalho engajador, também buscamos sempre inovar na maneira como nos comunicamos com os nossos públicos, nas mais diversas frentes”, adiciona. Um exemplo é a plataforma que a marca criou, chamada de “Com que look eu vou?”, em que presta serviço por meio da interação da cliente com uma consultora de moda, fazendo desse um diferencial da marca para a mulher brasileira. “Temos também uma iniciativa que nos ajuda muito no diálogo com as clientes, o Conselho Fashion, grupo formado por mulheres de diferentes regiões brasileiras, que consultamos periodicamente sobre os mais diferentes temas.”
Mais do que procurar por diferencial, estar presente nos mais diversos canais e investir em tecnologias e inovação é uma questão de sobrevivência da C&A, uma vez que o público feminino está cada vez mais conectado, fazendo da Internet a sua fonte de informação, usuária assídua das redes sociais e, principalmente, tem certeza sobre suas preferências. “Lançamos, recentemente, a nossa plataforma de vendas on-line para atender um pedido de nossas consumidoras, que cada vez mais querem comodidade e experiências de compra inovadoras. O e-commerce entra para complementar o mix de proximidade e relacionamento da C&A com nossas clientes”, diz o executivo.
Ainda que o Dia Internacional da Mulher seja celebrado no dia 08 de março, para Correa a mulher brasileira é tão importante para a C&A que ela merece homenagem todos os dias e momentos. “Na C&A, o Dia da Mulher é todo dia, por isso trabalhamos para encantá-la em cada visita às nossas lojas e em cada acesso a nossa plataforma de vendas online”, finaliza.