Empresariado está otimista para 2010

0
1



Os empresários brasileiros estão otimistas com relação ao desempenho dos negócios em 2010 e têm planos de ampliar os investimentos, especialmente no lançamento de produtos e serviços. Estas são as principais conclusões da pesquisa realizada pela Deloitte, “Panorama Empresarial 2010 – Negócios nos novos tempos da economia”, que identificou três atividades com maior potencial de crescimento para o próximo ano: petróleo e gás, construção e turismo, hotelaria e lazer.

 

“Os resultados da pesquisa mostram que 2009 foi um ano de recuperação para muitas empresas frente à crise mundial. Já 2010 tende a ser um ano de crescimento e retomada dos investimentos por parte das organizações”, analisa José Paulo Rocha, sócio-líder da área de Corporate Finance da  Deloitte.

 

Das empresas entrevistadas, 95% acreditam em crescimento no ano de 2010. Apesar de 2009 ter sido um período conturbado – pelo menos, no primeiro semestre -, a receita total das empresas que revelaram as expectativas de faturamento para este ano deve crescer 8% em relação a 2008, conforme indica a mediana das respostas coletadas. Na comparação com os resultados de 2008, 69% das empresas estimam que chegarão ao final de 2009 com uma receita maior.

 

No item “investimentos”, 71% das empresas devem encerrar 2009 com um montante de aportes superior a 2008. Os projetos de maior aposta são a modernização (considerando a aquisição de bens de capital), com 93%, e a implantação de novos produtos e serviços, com 91% dos apontamentos. Em 2009, 13% das empresas entrevistadas afirmam ter realizado investimentos em aquisições de outras organizações. Entre os projetos de investimentos a serem implantados a partir de 2010, 41% dos empresários utilizarão recursos para a aquisição de empresas, uma intenção manifestada principalmente por médias organizações. Em 2010, 64% dos entrevistados destacaram que darão prioridade, do ponto de vista estratégico, ao desenvolvimento e fornecimento de novos produtos e serviços.

 

Já sobre desafios, os principais fatores enfrentados pelas empresas em 2009 e que tendem a se manter em 2010, por ordem de importância, são: gerenciar os custos sem comprometimento da qualidade; administrar a concorrência doméstica por competidores locais e manter a taxa de retorno do capital investido.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRJZ Cyrela contrata Embrace
Próximo artigoVarejo em recuperação