Ensinamentos milenares auxiliam a mulher no mundo corporativo

0
16

Foi-se o tempo em que lugar de mulher era na cozinha. Hoje, elas ocupam cada vez mais um espaço que já pertenceu exclusivamente aos homens: o maravilhoso mundo dos negócios. Mulheres que antes eram reprimidas e submissas, agora, galgam os tão sonhados degraus do sucesso profissional. De um movimento feminista organizado, com direito a queima de sutiãs em praça pública, surgiu uma nova mulher: moderna, poderosa, batalhadora e talentosa. Foram anos de luta pela igualdade social, política e econômica. Inúmeros preconceitos foram vencidos e as mulheres estão cada vez mais presentes em altos cargos. São mulheres bem preparadas que trazem excelentes resultados para suas empresas.

Mas para chegarem até estas posições de destaque diversas mulheres pagam um preço alto. Não apenas pelo preconceito que ainda existe em muitas organizações, mas também pela dificuldade de aceitar algumas transformações. Segundo a psicóloga e professora de yoga Vera Lúcia Sugai, que escreveu o livro “Arte da Estratégia”, para percorrer o caminho profissional rumo ao sucesso de forma mais fácil e suave, as mulheres precisam se conhecer. O autoconhecimento possibilita o conhecimento do outro, dos nossos companheiros, comandados e concorrentes com as suas possíveis intenções, trazendo a vitória certa. Mas esta não é uma tarefa fácil, exige um treinamento diário de consciência para adquirir o hábito de inovar o que fazemos. E para isso, são necessárias mudanças. A mulher executiva deve aprender a ter autodomínio, concentração e controle de suas emoções. Não pode ser indecisa, tem que ser assertiva e precisa.

Abrir mão dos velhos costumes e avançar no escuro provoca medos e inseguranças. Essas inquietações paralisam e influem negativamente quando precisamos resolver problemas e tomar decisões porque impedem o bom discernimento. A solução neste caso é cultivar a virtude da coragem. O homem tira isso de letra, pois foi criado para ser um guerreiro, enfrentar qualquer obstáculo com frieza.
Para enfrentar o batalhão que existe em uma corporação a mulher precisa descobrir a guerreira que existe em si mesma e libertá-la. Artes Marciais como aikidô e judô possibilitam, além de um bom preparo físico para enfrentar a guerra do cotidiano, uma grande transformação interna através de ensinamentos milenares. Diferente do que muitos acreditam, as artes marciais não são simplesmente lutas e sim atividades que trabalham corpo e mente. São técnicas e filosofias que conduzem as pessoas para o crescimento interior, fazendo-as superar suas fraquezas.

Em seu livro “Arte da Estratégia”, a escritora Vera Lúcia Sugai adapta os ensinamentos milenares orientais às situações vivenciadas no atual mundo dos negócios. A autora relata com maestria como aplicar a verdadeira arte da estratégia, essência dos pensamentos de generais vitoriosos, a fim de estruturar nosso pensamento e realizar com sucesso os projetos que fazemos para nossa vida.
Recém lançado pela Sapienza Editora, “Arte da Estratégia” é uma releitura de dois dos maiores best-sellers da atualidade: “A Arte da Guerra” e “O livro dos Cinco Anéis”. A autora tomou para si o desafio de condensar esses dois clássicos da cultura oriental, traçando um paralelo entre eles e possibilitando o leitor usufruir melhor da sabedoria de Sun Tzu e Miyamoto Musashi, aplicando-a em qualquer campo de sua vida.

Ficha Técnica:

Título: Arte da Estratégia
Autor: Vera Lúcia Sugai
Editora: Sapienza Editora