Everis traz ao País serviços multicanais

0
0



Os últimos dados do Comscore World Matrix revelaram que Brasil, México e Porto Rico são os países da América Latina com o maior índice de consumo nas lojas on-line. No Brasil o ano de 2010, segundo levantamento do eBit, pode ser computado como um dos mais importantes na história de seu comércio eletrônico. A movimentação no primeiro semestre de 2010 demonstra que o setor pode ter um faturamento recorde na casa dos R$ 7 bilhões em vendas de bens de consumo, sem contar as vendas de automóveis e sites de leilão virtual.


Até o Natal deste ano os clássicos livros e eletrodomésticos devem continuar na preferência dos e-consumidores em seus carrinhos virtuais. Os eletrônicos e produtos de informática também constam na lista dos mais vendidos. Porém o que fazer para aumentar a receita e evitar que os 75% de desistências nas vendas on-line, que acontecem na hora do pagamento, diminuam nas estatísticas?


Segundo Felipe Daguila, responsável por tecnologia da Everis Brasil, consultoria multinacional de negócios, tecnologia e outsourcing, acompanhar o comportamento desses consumidores é fundamental tanto para as lojas on-line, que podem traçar suas estratégias de fidelização, quanto para os próprios clientes que contam com serviços personalizados.


Contudo, ainda segundo Daguila, a nova onda do e-commerce não está limitada apenas às lojas de retail. Empresas de todos os setores devem rever as suas estratégias de personalização e multichanelling, seja para venda de serviços on-line ou até mesmo um internet banking, serviços de banco on-line. “A experiência do usuário tem que ser única e aproveitada em cada canal de relacionamento – rede social, call center, ponto de venda, off-line e considerar novos canais como click to chat, por exemplo”.


Para atingir um patamar de qualidade na prestação de serviços de vendas on-line e auxiliar os consumidores em suas escolhas, a Everis traz para o Brasil serviços multichanelling ou multicanais, tendência nos Estados Unidos, serviços inteligentes que identificam interesses do consumidor no momento das compras independente do canal utilizado.


“O objetivo é a tornar o cliente único a partir do direcionamento de conteúdos e ofertas baseados em sua personalidade e histórico de acesso, combinada a multiplicidade de canais utilizados para ampliar a comunicação, que podem ser desde os tradicionais e-mail, twitter, mídias sociais, chats, click to call, fóruns on-line das empresas ou as mensagens de SMS via celular”, diz Felipe Daguila.