Executivos adquirem IOB

0
0



A IOB, empresa de informações empresariais nas áreas regulatória e jurídica, acaba de ser comprada por um grupo de investidores brasileiros, por meio de um processo conhecido internacionalmente como “management buy out”. Liderado por Gilberto Fischel e com a participação de alguns diretores, com esta compra, foi concluído o processo de venda da IOB.


Em 2000, a IOB foi adquirida pela Thomson e, desde então, vinha sendo preparada para atuar com serviços eletrônicos de informação jurídica, especialmente, de temas tributários e contábeis. Porém, após uma revisão global de sua estratégia, a Thomson optou por se retirar de todos os negócios ligados a informações regulatórias e, em meados do ano passado, a companhia americana anunciou a decisão de vender a IOB.


O valor da transação foi de aproximadamente R$70 milhões, incluindo passivos e contingências, e futuros pagamentos a vendedora que dependerão do desempenho do negócio. Gilberto Fischel foi assessorado pela Rosenberg Partners, consultoria financeira que ficou com 10% de participação na IOB. O Banco Fibra foi o parceiro que financiou a aquisição.


A aquisição da IOB representa uma oportunidade para os investidores. Hoje a IOB fatura em torno de R$100 milhões ano e a expectativa dos executivos que compraram a IOB é de expandir o negócio entre 20% e 30% ao ano, atingindo margem de 25% dentro de 5 anos. A nova fase é de rejuvenescimento e crescimento acelerado, com o lançamento de novos produtos e serviços.