Expectativa do comércio na Black Friday

0
12
Pesquisa realizada pela Boa Vista, entre agosto e setembro com mais de 800 empresários, revela que 86% dos empresários brasileiros acreditam que as vendas da Black Friday serão iguais ou maiores que em 2018. A pesquisa aponta ainda que 29% esperam faturar mais que o ano passado com a data. Ainda de acordo com a pesquisa, 25% dos empresários farão estoque extra de produtos e 13% irão contratar mais mão de obra para a data, porcentagem que aumenta para 24% quando considerados apenas os empresários confiantes com o aumento das vendas.
“Os resultados indicam otimismo moderado dos empresários, em linha com o observado nas datas especiais anteriores de 2019. Este cenário reflete a melhor situação do emprego em relação ao mesmo período de 2018, a relativa estabilidade dos preços e o crescimento da economia, ainda que baixo. A Black Friday vem mostrando importância crescente para o comércio, e a tendência para os próximos anos é que se consolide como um dos principais períodos de vendas”, explica Gabriel Couto, economista da ACIRP.
A principal estratégia adotada para chamar a atenção do consumidor será conceder descontos, conforme 55% das menções dos empresários. Outros 30% pretendem facilitar o pagamento, oferecendo a opção de parcelamento. Por fim, 15% irão apostar na criação de promoções como “leve dois e pague um”, por exemplo.
Vendas e faturamento por setor
Indústria e Serviços são os setores mais otimistas com o aumento das vendas da Black Friday em relação ao ano passado: 57% dos empresários de ambos os setores esperam um crescimento das vendas. Já para o Comércio, esse número representa 44% dos empresários. Em relação ao faturamento por setor nesta Black Friday, o de Serviços é o mais otimista, já que 42% de seus empresários afirmam esperar um maior faturamento com a data em relação ao ano passado. No caso de Comércio e Indústria, ambos os setores têm 39% de seus empresários otimistas com o crescimento.