Extreme investe em programa para fidelizar parceiros

0
3

A fornecedora de equipamentos de transmissão de dados para redes metropolitanas e de banda larga, Extreme Networks, cria projeto para consolidar a posição de vice-liderança no mercado de switches de alta velocidade. A estratégia consiste em reforçar a sua estrutura de canais de distribuição e de vendas, criando uma política de fidelização de parceiros.

“Já estamos triplicando a base de suporte de canais e aumentando a verba para revendas em 40%”, comenta Mark Porter, vice-presidente de vendas corporativas para Américas da Extreme Networks. O recurso será destinado sobretudo ao treinamento e certificação das VARs (Vallue Added Resellers) e suporte logístico. “A intenção é criar uma rede de revendas simples e organizada, formada por principais provedores de soluções locais. Com isso, estaremos criando uma oferta de negócio rentável para os parceiros, que poderão atuar em seus próprios mercados, sem se preocupar com a concorrência gerada pelo excesso de revendedores”, afirma Porter.

No Brasil, o programa vai credenciar em 2002 cerca de 10 novos VARs regionais e treinar 40 profissionais de canais. Desde ano passado, a Extreme Networks do Brasil vem investindo mais de US$ 150 mil no programa de canais. A empresa espera encerrar o ano fiscal 2002, em julho, com faturamento de US$ 510 milhões contra US$ 410 milhões no período anterior, e a subsidiária brasileira com US$ 16 milhões contra US$ 12 milhões de 2001, valores locais. Do total da receita da Extreme Networks do Brasil, 35% serão provenientes do e-governo, calcula o diretor Extreme Networks para a América Latina e Brasil, Leonardo Bon. Além do governo, o executivo acredita no crescimento das vendas no setor corporativo nos próximos anos.