Facilidade é diferencial

0
0
No e-commerce, a estrutura para visualização das informações é extremamente importante para o sucesso do negócio, já que a dificuldade de encontrar o que deseja leva o usuário a desistir em pouco tempo de comprar naquele site. Nesse sentido, a usabilidade é importante para que os clientes se mantenham na loja virtual até finalizar a compra. Para Vandré de Oliveira, gerente sênior do Grupo Assa, desde o início, a loja virtual deve oferecer facilidade ao usuário. “Sabemos que o ambiente on-line para compras, ainda no Brasil, é bastante inseguro, então, para que se tenha sucesso em uma operação a navegabilidade esta totalmente inserida neste contexto”, comenta.
Para auxiliar nisso, hoje o mercado conta com diversas estratégias que apoiam as empresas na criação de uma estrutura que atenda as necessidades dos clientes. “Alguns pontos importantes é a definição de uma boa diretriz estratégica de negócio e a estrutura mercadológica que deve refletir essas diretrizes, pois a empresa deve mostrar ao cliente no que acredita”, afirma Oliveira. Outro ponto importante que o executivo comenta, é sobre o conceito Big Data no e-commerce. “As lojas on-line que consideram este tema e utilizam esta estrutura, seguramente terão vantagens de amostra de conteúdo válido (conteúdo que o cliente, realmente vê valor), perante seus concorrentes”, afirma. 
SEM AMADORISMO!
O Brasil é o terceiro mercado de e-commerce no mundo, crescendo em torno de 30% anualmente, segundo dados apresentados por Oliveira. “Se analisarmos este contexto, os números por si só mostram que se trata de um mercado bastante vantajoso, com grandes perspectivas de crescimento e com atrações de investimentos”, avalia. O ano de 2012 mostrou que as empresas amadoras neste setor não têm vez. “A usabilidade aliada aos contextos tecnológicos atuais, é extremamente importante para que os clientes se mantenham nas linhas de navegação que o próprio mercado colocou como padrão. E em 2013, vamos ter um elevado grau de maturidade neste mercado que vai potencializar ainda mais este crescimento”, conclui.