Farmasa adota solução SAP

0
3



O Laboratório Farmasa, especializado na fabricação e venda de medicamentos e cosméticos, investiu na implementação da solução de gestão empresarial da SAP. O projeto foi conduzido pela Plaut, parceira na implementação do software alemão, e ocorreu num tempo recorde de 100 dias.


Com mais de 50 anos de existência e portfólio de 120 produtos, o laboratório procurou uma solução internacional que pudesse suportar seu crescimento. Visando obter maior controle, organização e integração em seus negócios, a empresa optou pela solução da SAP. Já a escolha da Plaut se deu pelo conhecimento dos requisitos específicos do setor. “A ampla experiência da Plaut das particularidades da indústria farmacêutica, sua expertise como implementador de soluções pré-configuradas e seu preço competitivo foram os fatores decisivos na escolha”, afirma David de Pinho Filho, diretor geral do Farmasa.


Tendo como premissa uma implementação de baixo risco e um custo razoável, o projeto ocorreu num curto prazo para entrar em produção. A sinergia entre os usuários e consultores e a aderência da solução às melhores práticas do mercado, além da supervisão apurada de todas as atividades pelas gerências de ambas as companhias, permitiram que o prazo estipulado fosse cumprido com o mínimo de customização. “Nos preocupamos em orientar os usuários a respeito dos novos recursos que o sistema oferecia para otimizar as suas tarefas, possibilitando que os ajustes fossem minimizados”, conta David.


Além disso, foi realizado um forte trabalho de comunicação interna para que os colaboradores entendessem seu papel nesta fase de reestruturação. “Desde o início do projeto todos estavam conscientes da importância do sistema para a evolução do Farmasa e essa colaboração foi fundamental para o sucesso da implantação”, considera Valberto Duarte, presidente da Plaut.


Com a integração dos processos em uma única plataforma, o laboratório já está obtendo mais eficiência operacional, no entanto as expectativas só serão totalmente atendidas em um espaço de tempo maior. “Já podemos sentir que as operações estão mais interligadas e os dados mais confiáveis, no entanto as melhorias mais significativas virão a médio e longo prazos”, diz David. A companhia pretende agora efetuar algumas mudanças na área de TI a fim de alinhar as ações dos usuários-chave que receberão treinamento para replicar o sistema internamente sem o suporte dos consultores.