Foco na melhoria constante

0
14
O mercado das operadoras de telecomunicação não é um dos mais fáceis. Além de lidarem com a grande concorrência e colocarem suas ações promocionais em meio ao mar de campanhas lançadas ao mesmo tempo, as empresas também precisam lidar com a quantidade de demanda de serviços que recebem, que cada vez mais aumentam. Para não perderem espaço, elas investem constante em estratégias para fazer com que seu atendimento se sobressaia e, assim, consigam manter os seus clientes. Uma vez que com a Lei de Portabilidade, imposta pela Anatel, a troca de empresa se tornou mais fácil e prática.
Entretanto, é justamente por meio de outro regulamento da Agência que este esforço vem sendo firmado. A partir do momento em que o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações, o RGC, entrou em vigor, as empresas se encontram em um cenário de fortalecimento das melhorias. “Nossos trabalhos sempre foram voltados para a contínua melhoria de nossas redes e a qualidade de atendimento ao consumidor”, afirma Christian Schneider, presidente da Sercomtel.
O novo regulamento tanto consolida o trabalho feito pelas empresas, que, segundo Schneider, a maioria das obrigações exigidas já é cumprida por elas. “Acredito que todas as empresas do setor trabalhem para isto, de modo que o regulamento está ao encontro dos objetivos das empresas e da sociedade”, ressalta. Ainda assim, há três meses elas vêm passando por diversas alterações em seus sistemas operacionais e de atendimento ao cliente, a fim de estarem qualificadas a todas as normas e com foco em apenas um objetivo: “o contínuo objetivo em atender cada vez melhor o consumidor”.