Frost & Sullivan comemora crescimento

0
5


A Frost & Sullivan, empresa internacional de consultoria e inteligência de mercado, encerrou 2006 com um crescimento maior do que a meta esperada para o ano. Durante o ano passado, a consultoria praticamente dobrou o volume de negócios na América Latina. No Brasil desde 2003, a Frost & Sullivan contava na época com apenas três funcionários. Três anos depois, o escritório brasileiro possui cerca de 25 funcionários e atende a diversos setores do mercado. “Hoje, o Brasil representa a maior parte da receita proveniente de toda a América Latina e os segmentos que apresentam maior demanda são os de TI, telecom e saúde”, destaca David Humphreys, diretor da Frost & Sullivan para a América Latina.

Para o executivo, a expansão da consultoria no território latino-americano e, em especial, no Brasil, deve-se ao fato da habilidade de não vender apenas pesquisas e estudos, mas sim entender onde estão as oportunidades e o que cada empresa precisa fazer para aproveitá-las de maneira mais eficiente. “Por estarmos presentes em diversos países, a Frost possui uma visão global do mercado, além de possuir um profundo conhecimento das regiões onde está presente”, afirma Humphreys, completando que “a possibilidade de elaborar projetos que envolvem as mais diferentes regiões é também um fator atraente para o cliente”.

Para os próximos anos, o executivo ressalta que a tendência é a empresa crescer cada vez mais. Kristin Crispim e Milena Matone, gerentes de operações do escritório brasileiro, completam que “a meta para 2007 será de crescimento com sustentabilidade”. Assim, América Latina deverá representar cerca de 10% da receita da Frost & Sullivan até 2010. “Dentre os setores que apresentam maior expansão, é possível destacar as indústrias de Saúde, Energia e Química”, finaliza Humphreys.