Gartner lista tendências de TI

0
1



Com o rápido desenvolvimento da tecnologia e a revisão de que o mercado mundial de TI alcance US$ 3,5 trilhões no fim do ano que vem, a consultoria norte-americana Gartner acredita que a tecnologia da informação já não deve mais ser encarada como uma preocupação exclusiva dos CIOs, e sim de todos os funcionários e executivos das empresas.


Baseando-se nas estimativas de crescimento anual composto de 4% em cinco anos, a consultoria lista as principais prioridades das áreas de TI das empresas até 2016. Uma delas é lidar com a produção e o acesso à informação nas mídias sociais. A consultoria acredita que até 2015, 80% das empresas não saberão abordar a realidade colaborativa da internet, o que deve impulsionar os gastos nessa área.
 
Outra é buscar tecnologias que identifiquem e consigam funcionar de acordo com os padrões de comportamento do mercado. O estudo acredita que os executivos precisarão cada vez mais de ferramentas que prevejam os períodos de baixa demanda, para que a produção possa ser ajustada.


A partir de 2020, a Gartner acredita que as principais tendências serão tecnologias cognitivas, ou que captam o movimento e interpretam as palavras de acordo com a busca feita on-line, e dispositivos de energia sem fio. Cada um desses mercados deve movimentar US$ 1 bilhão em 2020.