Gestão de database amplia negócios

0
3



A parceria entre a Direkt e a Net Serviços de Comunicação resultou na geração de negócios significativos de cross e up-selling com seus assinantes. A principal necessidade da Net Serviços era garantir um gerenciamento de banco de dados atualizado e segmentado por perfil de assinante, com o objetivo de conhecer as necessidades de seus clientes e assim oferecer produtos e serviços com resultados mais assertivos.

 

O modelo aplicado garantiu a qualificação e disponibilização de leads para cross e up-selling, ampliou as possibilidades de aquisição de clientes e a fidelização da carteira ativa. Hoje, o banco de dados está estruturado a partir de uma modelagem relacional com visões por domicílio e indivíduos, e as informações de sistemas corporativos da Net são gerenciadas pela Direkt e disponibilizadas para extração, controle de campanhas, geração de modelos estatísticos e segmentação do perfil dos assinantes e prospects.

 

“Através do tratamento dado ao database marketing foi possível segmentar nosso mailing considerando perfil de consumo, comportamentos e estilo de vida”, explica Marco Aurélio Barbosa, gerente de DBM da Net Serviços.

 

“Segmentar ações de marketing direto enriquece o relacionamento e direciona a oferta de produtos mais adequados ao perfil dos nossos clientes e prospects. E com o amadurecimento do DBM, tornou-se possível a geração de modelos preditivos – propensão à compra por produto, churn, inadimplência. A gestão do banco de dados pela Direkt nos ajuda a controlar o número de contatos e, com a implantação de quarentena, diminuir solicitações de opt-out”, enfatiza Barbosa.

 

O DBM/CRM da Net integra um complexo conjunto de sistemas e bases de dados que ocupa cerca de 200 gigabytes, incluindo assinantes, ex-assinantes e prospects. Ao todo, são mais de 20 milhões de registros processados mensalmente, entre dados cadastrais, movimentação de carteira, transações, etc. A Direkt disponibiliza cerca de 100 listas por mês para a Net (houve um crescimento de 15% entre janeiro de 2006 e janeiro de 2007), com cerca de 726 mil nomes, utilizadas para ações de aquisição, relacionamento, cross e up-selling. Estas listas alimentam cerca de 400 posições de telemarketing.