O canal para quem respira cliente.

Gestão de transformações

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



A IBM anuncia os resultados do estudo “Making Change Work” (Fazendo a Mudança Acontecer), realizado ao final de 2008 com mais de 1.500 executivos de 15 países, incluindo o Brasil, com o objetivo de analisar como as organizações gerenciam mudanças e identificar estratégias que contribuam para a melhoria dos resultados dos projetos. A pesquisa revelou que aproximadamente 60% dos projetos destinados a implementar mudanças organizacionais não alcançaram seu objetivo.

 

Segundo a análise, os maiores obstáculos ao efetivar uma transformação na organização são a cultura corporativa e a resistência das pessoas. “A habilidade de gerenciar mudanças deve ser uma competência básica para as companhias. Dado o cenário de negócios cada vez mais complexo e desafiador, as empresas não podem mais tratar a mudança de forma improvisada, seja qual for o tamanho e segmento de atuação”, comenta Luiz Flavio Barros de Oliveira, consultor da IBM Brasil. Cerca de 60% dos entrevistados afirmaram que mudar a forma de pensar e a atitude das pessoas é um grande entrave, seguido da cultura corporativa com 49%, já que muitas vezes os funcionários têm dificuldade em se adaptar às transformações e temem encarar os desafios.

 

A maioria dos CEOs considera que eles mesmos e as organizações estão executando mudanças de maneira deficiente, mas parte desses profissionais já está aprendendo como melhorar os resultados. Entre os entrevistados, identificou-se que, em média, 41% dos projetos foram considerados bem-sucedidos em relação ao alcance dos objetivos, dentro do prazo e orçamento planejados e qualidade esperada, comparados a 59% dos projetos restantes que falharam em pelo menos um objetivo ou em todos.

 

De acordo com o consultor, o ritmo dinâmico da economia globalmente integrada exige que as companhias reestruturem e adaptem os planos de crescimento com maior freqüência. “É preciso maior integração e agilidade para desenvolver soluções e processos flexíveis que tornem o ambiente corporativo mais dinâmico e eficiente, atendendo assim às demandas dos usuários e consumidores em geral. O gerenciamento da mudança visa garantir as transformações necessárias, de forma rápida e efetiva, a fim de permanecer à frente da concorrência”, completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima