Hospital Santa Cruz reorganiza processos administrativos

0
2

O Projeto Seikó, que significa “hora de crescer”, objetiva padronizar a documentação e agilizar o fluxo de informações. A Sociedade Brasileira e Japonesa de Beneficência Santa Cruz, localizada na cidade de São Paulo, contrata a empresa de consultoria Allori, para remodelar seus processos administrativos e financeiros. O projeto, que tem o nome de Seikó – “hora de crescer”, vem atender a necessidade de crescimento da instituição que hoje está com sua taxa de ocupação em 95%, atendendo uma média de 7 mil pacientes/mês. Todos os processos administrativos e financeiros da instituição estão sendo mapeados e redesenhados, com o objetivo de padronizar a documentação dos procedimentos e agilizar o fluxo das informações. Assim, a instituição se prepara para um crescimento organizado.
“Queremos ser um hospital referência na América Latina, com atendimento personalizado e tecnologia de ponta. Para isso estamos investindo na revisão dos processos, para depois crescermos a estrutura física”, anuncia Paulo Yokota, presidente do Santa Cruz. Para Daniel Ueki, sócio diretor da Allori Consultoria, o desafio do Projeto Seikó está na complexidade dos serviços oferecidos pelo hospital e no fato de ter grande parte de seu corpo clínico terceirizado. “Isto acarretou uma falta de padronização na documentação dos procedimentos, que agora está sendo solucionada”, comenta Ueki. “E esta padronização é fundamental para o Santa Cruz poder crescer de forma estruturada” ressalta Rosana Folegatti, também sócia diretora da Allori, que enfatiza a motivação de toda a equipe neste momento de redesenho dos processos.
A Allori Consultoria foi fundada em agosto de 2003 pelos sócios Daniel Ueki e Rosana Folegatti, com o objetivo auxiliar as empresas em seus processos de negócios, reduzindo custos e aumentando receitas. Para isso, a Allori atua na gestão dos processos organizacionais, sistemas de informação e recursos humanos. Com sede na cidade de São Paulo a empresa vem atuando com sucesso nos mercados de médias e pequenas empresas, já tendo “cases” de sucesso como a implantação do projeto de CRM da Unimed Londrina e a reestruturação organizacional da Seifun, em São Paulo.