HP recebe certificação em IP Telephony da Cisco

0
1

A Hewlett-Packard acaba de receber a certificação IP Telephony da Cisco Systems que a habilita como a única fornecedora credenciada para a oferta de serviços relacionados à tecnologia IP – Internet Protocol Telephony dos produtos Cisco em todos os paises em que atua na América Latina. A certificação envolveu o treinamento e avaliação da equipe de serviços de rede da HP Services pela Cisco. A equipe possui atualmente quase 100 engenheiros. “O processo, entre o início do treinamento e as etapas de avaliações e exames, totalizou dois anos de muito trabalho”, diz David Bertelli, gerente de negócios. O executivo completa dizendo que “Agora conseguimos a primazia de sermos líderes nessa oferta unindo a tecnologia de serviços da HP e a tecnologia de produtos da Cisco”.
Além de reforçar a parceria entre as duas companhias, a certificação, na prática, irá prover ao mercado latino-americano uma oferta completa de soluções e serviços em telefonia IP. Todos os recursos da telefonia normal do PABX, como transferência de chamada, conference call etc, ganham a praticidade do ambiente internet. “O custo de um PABX normal é caro, além de exigir do cliente contratos longos e treinamento especializado para manutenção e assistência. No mundo IP o próprio PC ganha todas as funcionalidades de um aparelho telefônico”, esclarece Bertelli.
A HP garante os investimentos da companhia com uma implementação em fases para que o cliente não precise jogar tudo fora. A migração acontece ao longo do fechamento do contrato antigo, permitindo que no final do acordo a empresa já tenha um ambiente muito mais moderno de telefonia.
“Os usuários ganham mais recursos e ainda as vantagens de possuir novas ferramentas num único aparelho”, enfatiza o executivo. “As infra-estruturas estão convergindo para uma única rede com suporte a voz, vídeo e imagens. Hoje temos um grande número de clientes no Brasil já usufruindo os benefícios dessa convergência. A utilização de Telefonia IP e Voz sobre IP pelas empresas, permite mobilidade, aumento de produtividade e redução de custos dos contratos de manutenção. “