IBM e Comprova anunciam parceria

0
1



E-mails comuns são vulneráveis a fraudes ou alterações antes, durante ou depois do envio e recebimento pelas partes envolvidas. Cartas registradas garantem apenas o seu recebimento, não a leitura do conteúdo. Problemas como esses uniram a IBM e a Comprova.com, portal especializado em transações eletrônicas, para apostar e investir na oferta de sistemas de certificação digital, elevando a eficácia comprobatória das mensagens de e-mails, documentos, contratos e transações eletrônicas. O mercado financeiro e de seguradoras serão os segmentos foco desta parceria.


O acordo entre as empresas está diretamente ligado à estratégia da IBM em se dedicar à oferta de Software as Service (SaaS) – modelo de negócio que vem crescendo e deverá representar 25% das vendas totais de software para o segmento corporativo até 2011, segundo dados de pesquisa recente divulgados pelo Gartner. Desta forma, a IBM vem investindo fortemente na criação de parcerias de valor, a fim de entregar ao cliente final uma solução completa.


A certificação digital oferece uma série de elementos que aumentam o poder de comprovação e de segurança como, por exemplo, ferramentas que garantem o recebimento da mensagem e de seu conteúdo. Para confirmar a hora do envio do e-mail e utilizar este dado como protocolo de sua entrega, a Comprova.com utiliza o recurso do Carimbo do Tempo – selo eletrônico emitido pelo Observatório Nacional (órgão do Ministério da Ciência e Tecnologia) que indica o horário oficial do País.


Outro serviço oferecido é o de assinatura de contratos via Internet, sem a necessidade da presença física. A assinatura digital está regulada oficialmente no Brasil pela MP 2.200/02 que criou a ICP-Brasil (Infra-Estrutura de Chaves Públicas do Brasil), e confere aos documentos assinados digitalmente o mesmo valor jurídico dos documentos em papel assinados de próprio punho. “Passamos a ocupar o lugar de uma testemunha nas transações eletrônicas, somos aquela terceira pessoa que confirma a operação”, ressalta Marcos Nader, diretor-presidente da Comprova.