IFS aposta em mercados verticais e espera crescer 30% em 2004

0
2

A IFS (Industrial & Financial Systems), desenvolvedora de softwares ERP para gestão empresarial, está otimista quanto a retomada do crescimento no setor de TI. A empresa acaba de divulgar que a sua expectativa para 2004 é crescer cerca de 30% em relação ao ano passado. “Todos os sinais indicam que a economia brasileira deve experimentar um período de crescimento a partir desse ano. A redução gradativa das taxas de juros e do índice de risco Brasil somada à necessidade do governo de liberar investimentos deve garantir uma movimentação positiva nas empresas públicas e privadas”, afirma o diretor de desenvolvimento de negócios da IFS do Brasil, Herton Götz.

Segundo o executivo, a retomada dos investimentos nas empresas passa necessariamente por uma reavaliação dos processos, cujo foco principal é a expansão do parque produtivo e, conseqüentemente, um redimensionamento dos sistemas de gestão. “A IFS acredita que o ano de 2004 deve apresentar um leque de oportunidades maior e mais diversificado que nos anos anteriores e pretende atender essa demanda com campanhas direcionadas para segmentos que apresentem modelos com aderência muito consistente com seu produto”, explica Götz.

Dando continuidade à estratégia mercadológica do ano anterior, a IFS quer reforçar ainda mais o modelo de solução para verticais, trabalhando em parceria com grandes empresas para o desenvolvimento de um produto capaz de atender as necessidades de cada setor, em foco, considerando suas variações, tendências e fatores de crescimento.

Dentre as áreas consideradas target para a IFS estão o agribusiness, que está cada vez mais automatizado, buscando qualidade e safras recordes, energia e utilities, projetos e engenharia, manufatura e service management. Esse ano a IFS disponibilizará sua solução no mercado pautada no conceito de retorno de investimento, que será elaborado juntamente com os clientes durante a implementação. Com uma solução baseada no modelo full web, que conta com uma performance de alto nível e que se caracteriza por sua arquitetura de componentes, a empresa busca consolidar-se, efetivamente, nos principais ramos de negócios do país.