Inadimplência registra queda em outubro

0
10


Pesquisa mensal da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, registrou índice de cheques sem fundos no Brasil em outubro inferior 9,13% em comparação com mesmo período de 2005. O estudo constatou indicador de cheques sem fundos de 2,19%, enquanto no mesmo mês do ano passado foi de 2,41%.

“A retração nos prazos e o uso mais cauteloso do crédito após um alto endividamento do consumidor, sobretudo nos últimos meses, refletiram na queda do índice de cheques sem fundos, que atingiu o menor patamar do ano em setembro e outubro”, diz José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque. Em setembro, a inadimplência com cheques também ficou na casa de 2,19%.

Segundo Praxedes, “o aumento da oferta de emprego neste período do ano, em parte por conta da abertura de postos de trabalho temporário na indústria e comércio, também deve ter reflexos nos índices de inadimplência deste último trimestre, sem contar a chegada do 13º salário, que impulsionará fortemente a liquidação de dívidas”.

O comportamento do consumidor em outubro já deu esses sinais. No período, do valor total movimentado com cheques no varejo, 97,16% foi honrado, contra 96,88% em outubro de 2005. Isso, mesmo com o aumento de 14,84% no valor médio do cheque transacionado, que passou de R$ 113,00 para R$ 130,00.