Inadimplência sobe em agosto

0
14


Levantamento da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, constatou índice de cheques devolvidos no Brasil de 2,94% no mês de agosto. O indicador representou alta de 9,2% em relação ao de julho (2,69%) e de 30,3% em comparação com mesmo período do ano passado (2,25%).

“O índice de inadimplência, conforme as expectativas, está bem acima dos indicadores do ano passado, isso porque o endividamento do consumidor atrelado aos juros altos e à grande oferta de crédito dificultam o cumprimento dos compromissos financeiros”, afirma José Antônio Praxedes Neto, vice-presidente da Telecheque.

Segundo a pesquisa, o índice de cheques roubados foi de 0,74%, maior 7,7% frente ao mês anterior (0,69%) e 21,3% em comparação com mesmo mês do ano passado (0,61%). As transações para pagamento à vista representaram 30,9% do total, com alta de 1,3% em comparação com julho (30,5%) e queda de 4,2% frente a agosto de 2004 (32,30%).

Ainda segundo o estudo, as transações pré-datadas representaram 69,1% do total, e caíram 0,6% em relação ao mês anterior (69,5%) e subiram 2% em comparação com mesmo período do ano passado (67,70%). O valor médio dos cheques transacionados no varejo em agosto deste ano foi de R$ 126,80, com crescimento de 11,4% frente à média registrada em agosto de 2004 (R$ 113,90) e de 2,6% em relação à média de julho (R$ 123,70).

Os melhores e os piores – Os Estados com maiores índices de cheques honrados em agosto foram Rio Grande do Sul (97,30%), Sergipe (97,23%), Goiás (96,96%) e Alagoas (96,86%). No Estado gaúcho o indicador de transações pagas (97,30%) caiu 0,2% tanto frente a julho quanto a agosto de 2004. Em Sergipe o índice de cheques honrados (97,23%) representou alta de 0,6% em comparação com julho e também com agosto de 2004. Já no Estado goiano o indicador de cheques honrados (96,96%) foi menor 0,6% em relação ao mês anterior e 0,4% comparado ao mesmo mês do ano passado (2,14%). No Estado alagoano (96,86%) o indicador de transações pagas subiu 1,6% em relação a julho e 0,4% frente a agosto de 2004.

Os maiores volumes financeiros de cheques devolvidos foram registrados em Estados do Nordeste: Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba. Em Pernambuco o índice de inadimplência foi de 4,59% e cresceu 25,1% ante ao mês anterior (3,67%) e 68,7% ante agosto de 2004 (2,72%). No Rio Grande do Norte o indicador de inadimplência, de 4,36%, teve aumento de 6% em relação a julho (4,11%) e queda de 2,5% em comparação com mesmo mês do ano passado (4,47%). Na Paraíba o índice de cheques devolvidos foi de 3,70%, inferior apenas 0,2% em relação ao do mês anterior (3,71%) e superior 14,8% comparado ao de agosto de 2004 (3,22%).