Inovação para crescer

0
5



A IBM anunciou os resultados do CEO Study focados no mercado de médio porte. Realizada em parceria com a The Economist Intelligence Unit, a pesquisa entrevistou cerca de 140 CEOs, em 40 países. Denominado A Empresa do Futuro, o estudo foi realizado com o objetivo de entender como os desafios que os executivos enfrentam hoje afetarão o futuro dessas empresas. A pesquisa identificou que essa nova empresa é caracterizada por ser: ávida por mudanças; inovadora além da imaginação do cliente; globalmente integrada, desbravadora por natureza e genuína e não somente generosa.

 

De acordo com o estudo, as empresas de médio porte enfrentam desafios significativos em relação às mudanças e estão otimistas sobre oportunidades de crescimento, especialmente em economias em desenvolvimento, e estão inovando rapidamente seu modelo de negócio para se tornarem mais competitivas. A pesquisa aponta para uma considerável distância entre a quantidade de mudança que os CEOs prevêem e o sucesso de suas empresas em lidar com transformações no passado. Mais de oito em cada dez (86%) empresas de médio porte prevêem mudanças substanciais, embora apenas um pouco mais da metade (57%) tenha um histórico de sucesso na gestão de mudanças.

 

“A empresa do futuro no mercado de médio porte entende que gerenciar mudanças nunca é fácil, mas está disposta a enfrentar o desafio dessa transformação”, diz Luiz Bovi, diretor para pequenas e médias empresas da IBM Brasil. “Essas empresas pensam globalmente e planejam fazer modificações importantes em seu modelo de negócio para se tornarem mais integradas globalmente, de modo a capturar novos mercados, não importa onde estejam. A mudança no modelo de negócio ajudará a compensar seus esforços anteriores na gestão de mudanças”, complementa o executivo.

 

Independente dos desafios apresentados por essa diferença, os CEOs entrevistados estão otimistas em relação a oportunidades específicas do mercado. A primeira é o poder de compra cada vez maior de economias emergentes, um mercado em que esses altos executivos buscam crescer, com um aumento previsto de 20% nos investimentos para os próximos três anos. Em segundo, está o investimento contínuo em áreas que permitem tirar partido de um consumidor cada vez mais bem informado e colaborativo, “os famintos por informação”, uma nova classe de consumidores que 80% dos entrevistados vêem como positiva para seus negócios.

 

Para acompanhar essas tendências, os CEOs de empresas de médio porte afirmaram que suas organizações farão diversas mudanças operacionais e comportamentais nos próximos anos, como: ampliar a integração global, aprender como se tornar mais responsável socialmente, dar maior ênfase às estratégias de parcerias de negócios e conhecer melhor os seus clientes, tornando-os parte fundamental dos negócios e do processo de tomada de decisão.

 

Oportunidade – A capacidade de uma empresa de médio porte responder mais rapidamente às mudanças do mercado do que os concorrentes a coloca em uma posição privilegiada para tirar proveito de uma mudança significativa nos hábitos de compra do consumidor mais bem informado e colaborativo, os “famintos por informação”.

 

Devido à agilidade e disposição para responder às exigências dos clientes e atender às necessidades altamente fragmentadas dos mercados de nicho, 22% dos CEOs de empresas de médio porte estão planejando investir nos próximos três anos, pois estão vendo isso como uma oportunidade de se diferenciar e uma forma de justificar seu posicionamento e estratégia de preços.