Intel divulga pesquisa sobre uso do PC

0
2


Com o objetivo de identificar os principais mercados e oportunidades de negócios e desafios, além de direcionar futuros investimentos no Brasil, a Intel encomendou à empresa Ipsos Opinion uma pesquisa para identificar os hábitos de consumo de tecnologia do brasileiro. Os resultados acabam de ser divulgados. Os entrevistados confirmaram que a principal razão para ter um PC em casa é a educação, considerada como resposta única. Mas em conjunção com outras respostas, navegar na Internet e se comunicar ganham importância similar.

O estudo também mostrou que o principal propósito para ter um PC em casa é o uso pessoal, mas 35% dos consumidores declaram que também podem usar o PC para negócios. Apenas 9% dos consumidores consideram que o uso principal do computador em casa será para negócios. E, a maioria dos consumidores que declaram que o PC será usado em negócios referem-se às suas próprias empresas, principalmente na classe A e com menor incidência na classe C. Além disso, a pesquisa aponta que a garantia e os serviços são as principais características para as classes A/B na decisão de compra de um PC. Já para a classe C, o preço é mais importante.

Com relação ao uso da Internet, o estudo diz que 80% dos que responderam já ouviram falar sobre a Internet, mas não sabem muito sobre a web. Apenas 19% afirmaram conhecer a Internet, mas dessas pessoas 61% nunca acessaram a web. Além disso, 24% dos entrevistados tem uma freqüência de acesso menor do que uma vez a cada 2 ou 3 meses. Na classe C, 33% dos entrevistados acessam a web menos de uma vez a cada 2 ou 3 meses. Na classe A, 42% acessam uma vez por dia ou mais freqüentemente. Quanto ao local de acesso, 31% dos entrevistados acessam da casa de outras pessoas. Na classe A, essa porcentagem cai para 24%. Na classe C, 11% acessam a Internet em locais públicos.

Foi uma pesquisa qualitativa com oito grupos de cada segmento (classes A, B e C), e também quantitativa, com mais de 4 mil entrevistas. Foram realizadas entrevistas nas seguintes cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Uberlândia, Santo André, São Bernardo do Campo, São José dos Campos, Curitiba, Porto Alegre, Brasília, Teresina, Fortaleza, Natal, Recife, Maceió, Salvador, Contagem, Nova Iguaçu, São Gonçalo, Campinas, Guarulhos e Osasco.