Internet das Coisas é destaque no Futurecom

0
12
Realizada de 02 a 05 de outubro, a Futurecom 2017 terá várias apresentações práticas de como dispositivos móveis, equipamentos e máquinas se comunicarão. É a Internet das Coisas (IoT), que vem ganhando mercado ao trazer benefícios aos usuários em aplicações que envolvem inteligência artificial e realidade aumentada para facilitar identificação pessoal, por exemplo, ou auxiliar médicos e pacientes com informações em tempo real sobre tratamentos.
As políticas públicas voltadas às facilidades que a IoT proporcionará à população também ganharão destaque. Será no Futurecom 2017 que o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) apresentará a evolução dos trabalhos do Plano Nacional de Internet das Coisas – “Internet das Coisas: um Plano de Ação para o Brasil”, anunciado no fim do ano passado. A cerimônia solene de abertura do evento, em 2 de outubro, a partir das 19h30, contará com a presença do ministro do MCTIC, Gilberto Kassab; do secretário de Telecomunicações do MCTIC, André Borges; e do secretário de Política de Informática (Sepin) do MCTIC, Maximiliano Martinhão.
Na sequência, a programação do congresso terá a primeira apresentação pública das diretrizes do Plano de Ação do estudo de Internet das Coisas, às 9h do dia 3 de outubro, quando o consórcio liderado pela consultoria McKinsey & Company – com a participação da Fundação CPqD e do escritório de advocacia Pereira Neto/Macedo – vai expor em detalhes as políticas, o plano de ação e as estratégias de implantação das tecnologias que vão conectar dispositivos e equipamentos. O BNDES é o financiador do estudo e coordenador, em conjunto com o MCTIC, dessa ação, que é a base do Plano de IoT.
Para a aplicação do Plano Nacional IoT, as instituições envolvidas realizaram estudos preliminares que identificaram quatro verticais prioritárias para receberem os primeiros serviços voltados à qualidade de vida da população e o desenvolvimento sustentável por meio da tecnologia. São elas Cidades, Saúde, Agronegócio e Indústria. O plano prevê que essas políticas sejam aplicadas já no período entre 2018 e 2022.
O Plano Nacional de Internet das Coisas proporcionará mais inteligência na prestação de serviços públicos e privados capacitação de pessoas, inovação, empreendedorismo, além de colocar o Brasil como desenvolvedor de tecnologias no mercado global. Na saúde, a comunicação entre equipamentos pode melhorar o atendimento médico, as cirurgias e salvar vidas, tanto em locais remotos quanto em grandes centros urbanos. Já a indústria, vive o momento de mais uma revolução com o aperfeiçoamento das tecnologias de mecanização e perfeição de processos produtivos. E o agronegócio prevê grandes avanços na escala e na qualidade de produção mundial de alimentos para acompanhar o aumento populacional.
Serviço
Data: de 02 a 05 de outubro
Horário: das 9h às 20h
Local: Transamérica Expo Center – Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387
Informações no site www.futurecom.com.br