John Deere Brasil adota mySAP ERP

0
3


A John Deere, multinacional americana de equipamentos agrícolas, implementou o mySAP ERP na fábrica de Montenegro, no Rio Grande do Sul, visando estabelecer um Modelo de Processo de Negócios, alinhado ao template mundial da empresa. Para desenvolver o projeto, a empresa contratou a Meta Serviços em Informática, empresa brasileira que presta serviços de consultoria, outsourcing e integração em Tecnologia da Informação.

De acordo com Jorge Jardim, diretor da Unidade de Serviços SAP da Meta, os principais desafios que a Meta encontrou foram implementar processos locais otimizados, respeitando o modelo corporativo, criar o ambiente necessário à implantação do “SharedServices” (centro de serviços compartilhados) e viabilizar o funcionamento do ERP no primeiro dia de produção, junto com o Modelo de Processos da fábrica de Montenegro. Além disso, a empresa brasileira deve que provar ferramentas e métodos que permitissem implementações SAP mais rápidas, com custo menor e com garantia da transferência de conhecimento, além de ter que realizar todo o projeto em 30 semanas.

A equipe envolvida no projeto, cerca de 63 pessoas entre consultores da Meta, usuários-chave da área de negócios e equipe de TI da John Deere, teve 30 semanas para implantar o mySAP ERP, desde a definição de processos até a entrada em operação em fevereiro deste ano. “Além do prazo apertado, existiram outras dificuldades como à necessidade de adaptação de alguns dos processos corporativos à realidade brasileira, a logística e o volume de novos conhecimentos, que tiveram que ser absorvidos rapidamente”, explica Luiz Eduardo Ramos, gerente regional de sistemas de informações da John Deere para América do Sul.

A fábrica de Montenegro foi a primeira da América do Sul a adotar os sistemas de gestão, em julho de 2005. O mySAP ERP está sendo utilizado para gerir o processo de construção da nova instalação (compras, recebimentos e pagamentos) e, também, a gestão do desenvolvimento de produtos. O projeto realizado na fábrica de tratores foi totalmente orientado a processos. “Os principais benefícios alcançados foram a aceleração das fases, aproximação da equipe de TI e de negócios, o que, de acordo com os executivos da John Deere, permitiu melhor entendimento e documentação dos requisitos e a condução de testes e treinamento, seguindo os fluxos de processos de negócio”, diz Jardim.